Josinaldo Barbosa é reeleito presidente da UVP

Josinaldo Barbosa foi reeleito durante o Congresso Estadual de Vereadores, em Bonito. Foto: Divulgação

Na tarde deste sábado (25) o vereador e atual presidente da União dos Vereadores de Pernambuco (UVP) Josinaldo Barbosa, foi reeleito para o cargo com uma frente de 310 votos para o seu opositor, André Valença. O cargo de presidente tem duração de 2 anos. Josinaldo Barbosa obteve 601 votos, já André Valença (PSB), vereador de São Bento do Una, obteve 291 votos. A eleição aconteceu na cidade de Bonito, Agreste Setentrional do Estado.

O senador Armando Monteiro (PTB) comemorou a expressiva vitória conquistada pelo vereador e presidente da Câmara de Timbaúba, Josinaldo Barbosa (PTB) na eleição da União dos Vereadores de Pernambuco (UVP).

“A vitória de Josinaldo Barbosa é um reconhecimento à sua liderança, que se consolidou ao longo de seu mandato na presidência da UVP. Essa larga conquista, que reuniu toda a base da representação municipal, dá mostras da capacidade de Josinaldo de articulação”, destacou Armando Monteiro.

O líder petebista afirmou ainda que o feito conquistado por Josinaldo representa uma vitória do vereador, da UVP e do PTB. “Essa é uma vitória expressiva para Josinaldo, para a UVP e para o PTB. Josinaldo é uma liderança valorosa e o PTB se honra em tê-lo em nossos quadros”, completou o senador.

 

Surubim Notícias

União Europeia celebra 60 anos do Tratado de Roma e repensa identidade e futuro

Da esq. para dir.: Jean-Claude Juncker (presidente da Comissão Europeia), Antonio Tajani (presidente do Parlamento Europeu), Paolo Gentiloni (primeiro ministro da Itália), Donald Tusk (presidente do Conselho Europeu), e Jospeh Muscat (primeiro ministro de Malta) durante o encontro de líderes da UE. Foto: Tiziana Fabi/AFP

O ano de 1957 marcou a consolidação de uma série de esforços para criar uma comunidade europeia e integrar os países do continente no período posterior à segunda guerra mundial. No dia 25 de março, líderes da Alemanha, França, Itália, Bélgica, Holanda e de Luxemburgo assinaram o Tratado de Roma, determinados a “lançar as bases para uma união cada vez maior dos povos da Europa”.

Surgiu, assim, a Comunidade Econômica Europeia, um mercado comum com o objetivo de eliminar barreiras comerciais, garantir progresso econômico e social e reduzir as diferenças entre os países. Foi o começo do que viria a se tornar a União Europeia (UE). Sessenta anos depois, a comemoração do aniversário desse marco histórico é marcada por um clima de preocupação sobre o futuro do bloco.

UE em xeque

O projeto europeu vive, há alguns anos, uma crise de identidade e legitimidade. Se, há 10 anos, metade da população confiava na União Europeia, hoje apenas um terço mantém a confiança. Diante da recessão econômica mundial, que começou em 2008, e das economias enfraquecidas dentro do bloco, os princípios de prosperidade e estabilidade foram colocados em xeque.

A partir de 2015, o mundo testemunhou o auge da desunião em meio à chamada crise migratória. A Comissão Europeia tentou colocar em prática um plano para realocar e distribuir os refugiados, mas muitos países, sobretudo os do Leste, não apoiaram o esquema. Mais do que isso, passaram a controlar e fechar fronteiras, desafiando o princípio da livre circulação. Sem consenso, os interesses nacionais colocaram-se acima da cooperação europeia.

Primeiro passo

No dia 6 de maio, será inaugurada em Bruxelas a Casa da História Europeia, uma espécie de museu, o primeiro do tipo sobre a trajetória do bloco. Para o cientista político, será o primeiro passo na direção que ele propõe. “Acredito que a base para que a União Europeia funcione e se torne realmente uma potência de status global é o consenso, a partir da perspectiva de uma sociedade comum.”

Kühnhardt espera que, na reunião deste sábado, os líderes dos 27 países-membros do bloco voltem à questão de qual é o propósito dessa União. “A Europa precisa de uma ‘refundação’ para tirar o melhor proveito desse aniversário de 60 anos”, argumentou.

Audiência Pública em São José discute polêmica envolvendo uso da água da barragem do Retiro em plantações e utilização de pesticidas e fertilizantes solúveis

Representantes de diversas instituições participaram da audiência pública. Fotos: Ascom Câmara SJE

Nesta sexta-feira (24) a Câmara de Vereadores de São José do Egito, por solicitação do Sindicato dos Trabalhadores Rurais (STR), realizou audiência pública para discutir o conflito causado pelo uso da água da barragem estadual do Retiro. Presidida pelo parlamentar Antônio Andrade (PSB), a reunião foi mediada pelo coordenador da Diaconia Afonso Cavalcanti.

Com um bom público no auditório do plenário, principalmente moradores das propriedades vizinhas ao reservatório, a audiência contou com a presença de quase todos os vereadores, dos representantes da Agência Pernambucana de Águas e Clima (Apac) Júlio César Batista – analista de recursos hídricos – e Fernando Duarte Acyoli – gerente de revitalização de bacias, do presidente do STR Luís Carlos e do secretário municipal de Agricultura Marcos Brito, que representou o Poder Executivo.

Após diversas denúncias de que a água está sendo usada em algumas propriedades para plantio – quando neste período de estiagem as autorizações são apenas para consumo humano e de animais – além das queixas que o uso de pesticidas e fertilizantes solúveis estaria contaminando o líquido, todas essas entidades debateram como coibir ações do tipo e realizar investigação para se comprovar se existe, de fato, contaminação no manancial.

Depois de muitos relatos de diversas situações, na conclusão dos trabalhos, diversos pontos ficaram acordados. A reunião aconteceu pela manhã na Câmara e o documento final foi redigido durante a tarde no STR.

Destacamos o que foi decidido e as próximas medidas que devem ser tomadas com encaminhamento direto à Apac:

  1. Adotar medida cautelar em função dos riscos associados ao uso de agrotóxicos e fertilizantes solúveis sem as devidas recomendações técnicas sobre a fauna, a flora e famílias do entorno, impedindo o estabelecimento de novos cultivos agrícolas a partir da colheita dos atuais cultivos que estejam frutificando na data da presente audiência;
  2. Impedir o uso das águas do reservatório de Retiro para cultivos agrícolas ou qualquer atividade produtiva durante o período de escassez que comprometa o uso humano e a dessedentação de animais;
  3. A APAC juntamente com a secretaria municipal de agricultura, devem determinar o volume de água armazenado no reservatório, estimativas de entrada em colapso do mesmo e a possibilidade de alocação negociada, constatada a disponibilidade hídrica para atividades produtivas;
  4. Os representantes da APAC compromete-se a encaminhar denúncias a CPRH de uso de agrotóxicos e fertilizantes solúveis, desmatamento sem autorização e movimentação de terra no entorno do manancial;
  5. A APAC compromete-se a colaborar com a constituição de conselhos de usuários para os reservatórios estaduais do município e monitorar o volume de água disponível.

Um interno é morto em motim e mais de 30 fogem da Funase de Vitória de Santo Antão

Internos colocaram fogo em colchões e outros objetos na Funase, em Vitória de Santo Antão. Foto: Cortesia/Whatsapp/FolhaPE

A Fundação de Atendimento Socioeducativo (Funase) de Pacas, distrito de Vitória de Santo Antão, na Zona da Mata de Pernambuco, confirmou os números do motim que aconteceu na tarde desta sexta (24): 32 internos fugiram e um foi assassinado. Até o momento, quatro dos fugitivos já foram recapturados, e a polícia permanece em diligências.

A confusão começou por volta das 15h, mas, segundo a Funase, a Polícia Militar só chegou ao prédio duas horas depois. A Fundação informou que havia 13 agentes na guarda no momento da rebelião. Ainda não há informações sobre quem era o jovem assassinato, mas sabe-se que ele teve o corpo carbonizado e a confirmação da identidade deve acontecer por exame de DNA.

De longe, durante o motim, moradores da vizinhança filmaram muita fumaça na direção da unidade, causada pelos internos, que tocaram fogo em colchões e outros objetos. A fuga aconteceu por um buraco feito no bloco B da unidade, que abriga jovens com idades entre 15 e 16 anos. No espaço, que tem capacidade para 72 jovens, havia 61.

Esta é a quarta fuga da Funase Pacas desde sua inauguração, em 2013. Na última segunda (20), outra fuga foi registrada na unidade, quando 11 garotos conseguiram escapar. Nesse episódio, todos foram recapturados.

 

FolhaPE

Câmara de Vereadores de Tuparetama realiza audiência e discute “Segurança Pública”

Na Câmara de Tuparetama, a pauta de audiência nesta sexta (24) foi “Segurança Pública”. Fotos: Ozael Felix

Na manhã desta sexta-feira (24) a Câmara de Vereadores de Tuparetama promoveu audiência para discutir o tema “Segurança Pública”. Através de requerimento do vereador Arlã Markson, o Poder Legislativo reuniu parlamentares e representantes para polícia militar para discutir com a população os inúmeros casos de assaltos que vêm ocorrendo na zona rural e delegacia sem atendimento durante alguns dias em finais de semana.

A reunião foi coordenada pelo presidente da Câmara, Danilo Augusto, e contou com a presença de mais sete parlamentares. O delegado regional Jorge Damasceno e o coronel Sá estiveram representando as polícias Civil e Militar, respectivamente, e apresentaram dados e possíveis soluções a serem adotadas.

O efetivo reduzido das polícias também foi um dos assuntos discutidos. Nos pronunciamentos foi requerido que haja mais presença policial no município e que as autoridades competentes projetem, além de reforço policial, mais rondas nas zonas urbana e rural.

ONG abre 600 empregos em Pernambuco

A Confederação do Elo Social Brasil (CESB), ONG da sociedade civil com atividades voltadas a combater a desigualdade social, dará posse a diretores estaduais e regionais do CESB em Pernambuco e vai apresentar o projeto de construção de Centros de Transbordo e Triagem (CTT) que vai solucionar o problema do lixo em todo o Estado.

Jomateleno dos Santos Teixeira, presidente do CESB, diz que a Confederação está instalando suas regionais em todo o país e que este é o primeiro passo para que cada Estado tenha usinas e prédios sociais que, além de gerarem empregos, vão oferecer cursos gratuitos a população.

A Confederação terá a parceria do Sindicato Nacional dos Decoradores e Tapeceiros (Sindetap) nessas ações o que é uma prova de que a sociedade civil organizada pode dar soluções a problemas que os poderes municipais e estaduais não dão conta sozinhos. “Os CTTs – afirma Jomateleno – serão uma revolução na cultura do lixo no Brasil, transformando o lixo em luxo”.

Em Pernambuco teremos 06 diretorias seccionais do Elo Social em: Salgueiro, Caruaru, Garanhuns, Igarassu,Vitória de Santo Antão e Recife. Cada seccional abrange uma população media em torno de 1.500.000 habitantes e estas por sua vez, administrará os prédios sociais do cidadão em cidades sedes com população de a partir de 100.000 habitantes, que atenderão 200 famílias por dia e ministrarão cerca de 720 cursos mensais em cada prédio social. As vagas disponíveis para compor as diretorias sociais são de 7 componentes:  1 Advogado, 1 Assistente Social, 1 Psicólogo, 1 Bacharel em Direito e 3 outros com curso superior ( pode ser Nutrição, Gestão Ambiental, Administração, Pedagogos, Contadores, etc).

Os interessados poderão enviar o currículo para o e-mail elosocialpernambuco@gmail.com . No dia 8 e 9 de abril haverá um curso onde todos os candidatos que preencherem os pré-requisitos para as diretorias farão uma breve apresentação e depois haverá uma eleição entre os presentes para escolha dos diretores. Para mais informações: (71) 91551436.

Últimos dias para inscrições a prêmios para iniciativas culturais em Pernambuco

Prêmio Ariano Suassuna chega à segunda edição. Arte: Divulgação

Três prêmios voltados à preservação e ao fortalecimento da cultura pernambucana seguem com inscrições abertas. Por meio da Secult-PE e da Fundarpe, o Governo do Estado promove as segundas edições do Prêmio Ayrton de Almeida Carvalho e do Prêmio Ariano Suassuna de Cultura Popular e Dramaturgia.

Em sua segunda edição, o Prêmio Ariano Suassuna de Cultura Popular e Dramaturgia vai destinar recursos na ordem de R$ 151 mil para incentivar a produção dramatúrgica de Pernambuco, por meio da publicação de textos inéditos, e estimular ainda a preservação das nossas expressões culturais mais populares. O edital recebe inscrições até o próximo dia 31 de março e o resultado será anunciado em 16 de junho, data em que o mestre Ariano Suassuna completaria 90 anos.

Já o Prêmio Ayrton de Almeida Carvalho de Preservação do Patrimônio Cultural de Pernambuco – criado em 2015, com objetivo de reconhecer anualmente ações voltadas à preservação, sobretudo, da memória cultural do Estado, dos seus patrimônios culturais tangíveis (materiais) e intangíveis (imateriais) – chega à sua segunda edição e destinará aos premiados, de cada uma das três categorias, R$ 20 mil. Neste caso, o edital está dividido em Formação (ações educativas), Promoção e Difusão (comunicação e mídia) e Acervos documentais e Memória Cultural. As inscrições seguem até o dia 27 de março.

Mais informações: http://www.cultura.pe.gov.br/

Brasil classificado para Copa do Mundo 2018 após golear Uruguai

Brasil jogou nesta quinta-feira contra o Uruguai
Foto: Pablo Porciuncula/AFP

O Brasil venceu o Uruguai de virada por 4 a 1, nesta quinta-feira (23), pela 13ª rodada das eliminatórias sul-americanas para a Copa do Mundo de 2018, e garantiu vaga para buscar o hexacampeonato na Rússia.

Os donos da casa saíram na frente com gol de Edinson Cavani, aos 9 minutos do primeiro tempo. Paulinho empatou ainda na primeira etapa, aos 18, com belo chute de fora da área.

Depois do intervalo, Paulinho voltou a marcar e colocou a seleção brasileira na frente, aos 6 minutos, Neymar fez o terceiro com um golaço por cobertura, aos 29, e Paulinho fechou a conta de peito, aos 47, completando o hat-trick.

A seleção canarinha chegou aos 30 pontos e confirmou a classificação, segundo as contas da comissão técnica de Tite.

 

AFP

Governo de Pernambuco anuncia em Afogados recursos para sete municípios do Pajeú

Governo anuncia recursos para obras em sete municípios do Pajeú. Foto: André Luiz/Reprodução Blog Nill Júnior

O governador Paulo Câmara abriu, nesta quinta-feira (23.03), a primeira rodada do Pernambuco em Ação.

Foi anunciada a liberação de R$ 1.156.152,00 pelo Fundo Estadual de Apoio ao Desenvolvimento Municipal (FEM) para a execução de obras e ações em municípios da Região.

Ao todo, sete municípios do Pajeú serão beneficiados com os recursos. São eles Tabira, Santa Cruz da Baixa Verde, Flores, Carnaíba, Serra Talhada, Tuparetama e São José do Egito.

Terão os recursos do FEM: a reforma e ampliação da praça central do Distrito de Jatiúca (Santa Cruz da Baixa Verde); a construção de pátio de eventos (Flores); a pavimentação com paralelepípedos graníticos (Tabira); a perfuração de poços e construção de pavimentação em paralelepípedos (Carnaíba); a reforma das praças e canteiros (Serra Talhada); ampliação e reforma do hospital (Tuperatama); e a perfuração e instalação de poços tubulares em rochas cristalinas (São José do Egito).

Durante o evento, o secretário de Planejamento e Gestão (Seplag), Márcio Stefanni, apresentou um balanço dos dois anos da gestão de Paulo Câmara, sobre obras realizadas, em andamento e previstas na região do Pajeú.

Estiveram presentes secretários de Estado; os deputados estaduais Isaltino Nascimento (líder do Governo), Rogério Leão, Waldemar Borges, Laura Gomes, Lucas Ramos, Ricardo Costa, Diogo Moraes e Rodrigo Novaes; e os deputados federais Kaio Maniçoba, João Fernando Coutinho, Fernando Monteiro e Gonzaga Patriota.

 

Blog Nill Júnior