Campanha nacional de vacinação contra a gripe começa nesta segunda

Imagem ilustrativa

A 20ª Campanha Nacional de Vacinação contra a Influenza começa amanhã (23) e segue até 1º de junho. Fazem parte do grupo prioritário da vacina idosos a partir de 60 anos, crianças de 6 meses a menores de 5 anos, trabalhadores da saúde, professores das redes pública e privada, povos indígenas, gestantes, puérperas (até 45 dias após o parto), pessoas privadas de liberdade e funcionários do sistema prisional.

Pessoas com doenças crônicas e outras condições clínicas especiais também devem se imunizar. Neste caso, é preciso apresentar uma prescrição médica no ato da vacinação. Pacientes cadastrados em programas de controle das doenças crônicas do Sistema Único de Saúde (SUS) devem procurar os postos de saúde em que estão registrados para receber a vacina, sem a necessidade de prescrição médica.

De acordo com o Ministério da Saúde, os grupos prioritários totalizam 54,4 milhões de pessoas. A pasta informou que adquiriu 60 milhões de doses, que serão entregues aos estados em etapas. “O Ministério da Saúde está assegurando vacina para 100% do público-alvo da campanha”, acrescentou, em nota.

A escolha dos grupos prioritários segue recomendação da Organização Mundial da Saúde (OMS). A definição, segundo o governo brasileiro, também é respaldada por estudos epidemiológicos e pela observação do comportamento das infecções respiratórias, que têm como principal agente os vírus da gripe. São priorizados, portanto, grupos mais suscetíveis ao agravamento de doenças respiratórias.

Brasil e mais cinco países suspendem participação na Unasul

O ministro das Relações Exteriores do Brasil, Aloysio Nunes Ferreira, e os chanceleres da Argentina, do Paraguai, da Colômbia, do Chile e do Peru enviaram carta à Presidência Pró-Tempore da União das Nações Sul-americanas (Unasul). No documento encaminhado ao chanceler da Bolívia, Fernando Huanacumi, que está no comando da organização, eles informam sobre a decisão de suspender, por tempo indeterminado, a participação nas reuniões do bloco.A iniciativa, segundo o documento, foi motivada pelo impasse com o governo da Venezuela em relação à escolha do secretário-geral da organização. Na carta, os chanceleres alegam que a Unasul está paralisada desde janeiro de 2017 porque a Venezuela, com o apoio da Bolívia, do Suriname e do Equador, vetou o candidato argentino ao posto de secretário-geral.

Na ocasião, o candidato era o embaixador argentino José Octávio Bordón. Apesar do veto, a Venezuela e os demais países não apresentaram alternativa ao nome. Assim, a secretaria-geral ficou vaga e a organização, de acordo com os chanceleres liderados pelo Brasil e Argentina, acéfala.

Os chanceles do Brasil e dos outros cinco países argumentam que o cargo de secretário-geral é fundamental na Unasul e a ausência da liderança prejudicou as discussões políticas do bloco, incluindo reuniões de chanceleres, que desde então não estão funcionando de forma adequada.

PolêmicaNa Unasul, há uma divisão entre as alas lideradas pela Bolívia e pela Argentina, sendo que esta segunda é denominada de conservadores. Atualmente a ala conservadora domina a organização.

O documento elaborado pelos chanceleres do Brasil e dos cinco países foi encaminhada no último dia 18. Para os ministros, há uma série de dificuldades que ameaçam o funcionamento do bloco.

Criada em 2008, a Unasul foi uma iniciativa do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva e dos ex-presidentes da Venezuela Hugo Chávez (já morto) e da Argentina Néstor Kirchner. O objetivo era incentivar a integração regional.
Porém, com os novos presidentes da República de vários países, houve mudanças dos governos, redirecionando prioridades e tendências políticas. A Unasul é formada pela Argentina, o Brasil, Chile, Equador, a Guiana, o Paraguai, Peru, Suriname, Uruguai e a Venezuela.

SJE: Fundação Fênix de Educação e Cultura realiza 2º Festival de Cantadores neste sábado (21)

Neste sábado (21), a partir das 19h, a Fundação Fênix de Educação e Cultura realiza o 2º Festival de Cantadores do Berço Imortal da Poesia. Esta edição conta com participação das duplas de violeiros: Arnaldo Pessoa e Zé Eudes, Adelmo Aguiar e Denilson Nunes, João Bernardes e Gilberto Cavalcante, Biu Donato e Cícero Alves e Josimar Clementino e Erivaldo Ferreira. Neste ano o evento homenageará o centenário do Poeta Zé Catota.

O repentista Rogério Menezes será o apresentador e a coordenação fica a cargo do poeta Afonso Pequeno.

O festival será em frente à casa onde morou por muitos anos o poeta Zé Catota – Rua João Pessoa, próximo à Rádio Gazeta FM, que fará a transmissão do evento.

Esta segunda edição tem apoio do comercio local e de várias prefeituras do Pajeú.

O II Festival de Cantadores será realizado em São José do Egito no próximo sábado (21)

Gravatá: Sebastião Oliveira comanda prestigiado evento do PR

A sede da Associação da Banda 15 de Novembro ficou lotada, na noite desta sexta-feira (20), durante o evento realizado pelo Partido da República (PR) para empossar o vereador Léo Giestosa como presidente do Diretório Municipal de Gravatá.

De acordo com o deputado federal e presidente estadual do PR, Sebastião Oliveira, uma das prioridades do partido é ampliar as suas bases em todas as regiões de Pernambuco, sendo assim, Gravatá é uma cidade estratégica para os planos republicanos.

“Atualmente, o PR é o segundo partido do Estado em número de prefeituras. O trabalho que estamos realizando e as novas adesões que conquistamos aumentam a confiança que vamos ampliar mais ainda os nossos espaços. Gravatá faz parte desse projeto de crescimento”, ressaltou Oliveira. “Léo Giestosa chega ao segundo mandato realizando um excelente trabalho, o que lhe credita a comandar nosso partido no município e disputar uma vaga da Alepe”, concluiu o comandante do PR pernambucano.

“A nossa missão é fortalecer ainda mais o PR e levar nosso projeto por toda Gravatá. A quantidade de pessoas que saiu das suas casas na noite desta sexta-feira para nos prestigiar é a prova que estamos no caminho certo”, destacou Léo Giestosa.

 

Diretório Municipal do PR – Gravatá

Presidente – Léo Giestosa

Vice-presidente – Alda Giestosa

Secretário – Jackson Charles

Tesoureiro – Carlos Lima

Primeiro Membro – Fernando Resende

Segundo Membro – Ivanildo José

Receita espera por 14 milhões de declarações do IR até 30 de abril

O ritmo de entrega das declarações do Imposto de Renda de Pessoa Física indica que, mais uma vez, os brasileiros deixaram a transmissão para última hora. Até sexta-feira (20), de acordo com dados divulgados pela Receita, 14,8 milhões entregaram a declaração. A expectativa é que 28,8 milhões de contribuintes declarem os rendimentos de 2017.

A pouco mais de um semana para o fim do prazo, que termina no dia 30 de abril, a Receita Federal espera que, a exemplo de anos anteriores, o volume de entrega aumente. No ano passado, a oito dias do encerramento, 14,6 milhões de contribuintes haviam entregue a declaração, o que equivale a 51% das 28,5 milhões recebidas. Nos últimos três dias, foram registrados 9,7 milhões de recebimentos, um terço do total.

Para o último dia deste ano são esperadas mais de 3 milhões de declarações. Por isso, a Receita informa que ampliou sua capacidade técnica e está preparada para um fluxo intenso nos próximos dias. O órgão estima que mais de 3 milhões de pessoas deixem o envio das declarações para o último dia.

“Este ano não está diferente dos anteriores”, diz o auditor-fiscal Joaquim Adir, supervisor nacional do Imposto de Renda. “Aumentamos cada vez mais a capacidade de receber as declarações. A Receita está preparada, mas alerta que o contribuinte precisa ter cuidado para não ter problemas, até mesmo de ordem pessoal que o impeçam de entregar no prazo.”.

Baixar o programa

Na reta final, Joaquim Adir recomenda que os contribuintes não deixem para os últimos dias e que, mesmo que não façam a transmissão imediatamente, ao menos baixem o programa para se familiarizar com o sistema.

“As dúvidas surgem na hora que se começa a preencher a declaração e, se deixa para a última hora, não vai dar tempo de tirar as dúvidas e de encontrar os documentos necessários”, acrescentou.

Segundo o auditor, ainda que não tenha concluído a declaração, maioria dos contribuintes já baixou o programa. “Mas tem sempre aquele que deixa para o último dia. Esses correm o risco de ter problemas, inclusive com equipamentos eletrônicos”, alerta.

Os contribuintes que perderem o prazo estarão sujeitos ao pagamento da multa mínima de R$ 165,74 e máxima de 20% do imposto devido.

Principais dúvidas

De acordo com a Receita Federal, grande parte das dúvidas dos contribuintes é sobre as mudanças definidas para as declarações deste ano, além de casos específicos. As dúvidas podem ser tiradas na página de perguntas e respostas da Receita.

Em 2018, será obrigatória a apresentação do CPF para dependentes a partir de 8 anos, completados até o dia 31 de dezembro de 2017. A declaração de bens contém campos para informações complementares, como números e registros, localização e número do Registro Nacional de Veículo (Renavam). Também foi incluída a informação sobre a alíquota efetiva utilizada no cálculo da apuração do imposto.

Outra mudança é a possibilidade de impressão do Documento de Arrecadação de Receitas Federais (Darf) para pagamento de todas as cotas do imposto, inclusive as que estão em atraso. Para facilitar, o painel inicial do sistema agora dispõe de informações das fichas que podem ser mais relevantes para o contribuinte durante o preenchimento da declaração.

Quem tem de declarar?

Está obrigado a declarar quem recebeu, em 2017, rendimentos tributáveis em valores superiores a R$ 28.559,70. No caso da atividade rural, deve declarar quem teve receita bruta acima R$ 142.798,50.

A declaração poderá ser preenchida por meio do programa baixado no computador ou do aplicativo Meu Imposto de Renda para tablets e celulares. Por meio do aplicativo, é possível ainda fazer retificações depois do envio da declaração. Outra opção é o acesso ao serviço Meu Imposto de Renda, disponível no Centro Virtual de Atendimento (e-CAC), no site da Receita, com uso de certificado digital.

Também estão obrigadas a declarar as pessoas físicas residentes no Brasil e que receberam rendimentos isentos, não tributáveis ou tributados exclusivamente na fonte, cuja soma foi superior a R$ 40 mil; que obtiveram, em qualquer mês, ganho de capital na alienação de bens e direitos, sujeito à incidência do imposto ou que realizaram operações em bolsas de valores; que pretendem compensar prejuízos com a atividade rural; que tiveram, em 31 de dezembro de 2017, a posse ou a propriedade de bens e direitos, inclusive terra nua, de valor total superior a R$ 300 mil; que passaram à condição de residentes no Brasil em qualquer mês e assim se encontravam em 31 de dezembro; ou que optaram pela isenção do IR incidente sobre o ganho de capital com a venda de imóveis residenciais para a compra de outro imóvel no país, no prazo de 180 dias contados do contrato de venda.

Chuvas recuperam barragens de Solidão e Santa Terezinha, no Sertão do Pajeú

Barragem do Travessão, que está vertendo, voltou a abastecer o distrito de Borborema, em Tabira

O mês de abril trouxe chuvas generosas para a região do Sertão do Pajeú, após um longo período de seca. Desta vez, as barragens de Nossa Senhora de Lourdes, no município de Solidão, e a Barragem José Antônio, em Santa Terezinha, saíram do colapso e estão com condições de abastecer as duas cidades. As chuvas também recuperaram a Barragem do Travessão, localizada em Tabira, que atingiu a sua capacidade máxima (270 mil metros cúbicos de água) e está vertendo, e já voltou a fornecer água para o distrito de Borborema, na zona rural do município. A Companhia Pernambucana de Saneamento (Compesa) também já providenciou o retorno da distribuição de água pela rede em Solidão, e a previsão é que os moradores de Santa Terezinha voltem a ter água nas torneiras até a próxima quarta-feira (25).

O município de Solidão, que entrou em colapso no mês de fevereiro deste ano, festeja a água acumulada na Barragem de Nossa Senhora de Lourdes. O manancial atingiu aproximadamente 40% do volume total, e já está abastecendo os 2,5 mil moradores da cidade. A Barragem José Antônio, que estava seca desde dezembro de 2016, registra agora 26% da sua capacidade máxima, que é de 2 milhões metros cúbicos de água. A Compesa realiza ajustes operacionais na Estação de Tratamento de Água (ETA) para voltar a abastecer a população de Santa Terezinha, cerca de 12 mil pessoas. Em função do longo período que o sistema ficou desativado, os técnicos farão um acompanhamento do comportamento da rede de distribuição com o retorno da operação.

O sistema de abastecimento da Santa Terezinha ainda recebe contribuição da Barragem do Tigre, que também conseguiu acumular água com as chuvas deste ano. Mas para utilizar água do Tigre, a companhia realiza um serviço de manutenção na adutora que transporta água da barragem até a ETA. “Nas duas cidades e no distrito de Borborema vamos verificar o primeiro ciclo de abastecimento de água e estudar a demanda de cada localidade para depois definir como ficará o calendário”, explica Gileno Gomes, gerente da Unidade de Negócios da Compesa.

Concurso da Polícia Federal abrirá 500 vagas para cinco carreiras

O diretor-geral da Polícia Federal, Rogério Galloro, autorizou a realização de concurso público para 500 vagas para as cinco carreiras policiais. De acordo com o órgão, o edital de abertura das inscrições, previsto para ser publicado em até seis meses, informará que para todos os cargos será necessário diploma de curso superior.

A portaria prevendo as novas vagas foi publicada no Diário Oficial da União de hoje (20). Serão 150 vagas para o cargo de delegado; 60 para o cargo de perito criminal federal; 80 para escrivão; 30 para papiloscopista e 180 para agente de polícia federal.

Segurança pública em Pernambuco ganha reforço com formação de 1.281 novos policiais militares

Governador Paulo Câmara comandou a cerimônia de conclusão do curso de formação dos novos servidores da Defesa Social

Concluindo uma importante etapa do Plano de Segurança do Estado, o governador Paulo Câmara comandou, na manhã desta sexta (20), mais uma cerimônia de formatura de soldados da Polícia Militar de Pernambuco (PMPE). Desta vez, 1.281 novos homens e mulheres reforçam, de imediato, o policiamento ostensivo nas ruas da Região Metropolitana do Recife, intensificando as ações do Pacto Pela Vida. Com a formação dos novos praças, apenas nos últimos dois anos, o Governo Paulo Câmara chega à marca de 3.700 novos PMs, que se somam aos mais de 1.200 profissionais contratados para as Polícias Civil e Científica que atuam na construção de uma cultura de paz no Estado.

“Isso tudo faz parte de um planejamento que estabelecemos pra obter uma diminuição nos índices de homicídios, assaltos, furtos e roubos em Pernambuco. Os resultados estão acontecendo, e a gente espera que essa diminuição seja permanente. Confiamos muito no trabalho das polícias. Essa nova turma que se forma hoje vem se juntar a isso: ao esse esforço de termos cada vez mais presença policial profissional e determinada em todas as regiões do Estado”, destacou o governador.

Nos últimos quatro anos, a PMPE formou 4.035 praças. Os novos policiais cumpriram um total de seis meses de curso com 1.044 horas/aula, onde aprenderam mais de 20 disciplinas, como por exemplo as de Inteligência da Segurança Pública; Direitos Humanos; Ética e Cidadania; Prevenção, Mediação e Resolução de Conflitos; Criminologia Aplicada à Segurança Pública; e Técnica de Policiamento Ostensivo. Dos 1.322 que ingressaram no curso, 1.281 foram aprovados.

O secretário de Defesa Social, Antônio de Pádua, destacou o reforço na segurança que as regiões do Estado terão com a inserção dos novos policiais nas ruas. “O povo pernambucano pode ter a certeza de que estará recebendo profissionais amadurecidos do curso de Habilitação e Formação de Praças da Polícia Militar. Eles têm muita disposição para aplicar o seu conhecimento na busca de garantir a paz da população pernambucana. Junto aos demais órgãos operativos de segurança pública do Estado, esses novos policiais garantirão não só a sensação de segurança, mas a verdadeira segurança de cada cidadão pernambucano. As pessoas se sentirão mais protegidas nas ruas, em seus trabalhos e em suas casas”, garantiu.

O comandante-geral da PMPE, coronel Vanildo Maranhão, garantiu que todos os novos homens e mulheres formados estão aptos para desempenhar a função de proteger a população pernambucana. “Esses novos militares estaduais foram submetidos há oito meses de intenso treinamento. Hoje, estão aptos técnica e fisicamente para exercer a atividade de policial militar em todo o território pernambucano. Cumprindo, com eficiência e eficácia, a nossa missão de bem servir ao povo de Pernambuco, prevenindo e reprimindo a criminalidade em todas as regiões do Estado”, afirmou.

Premiada como melhor colocada geral no curso de Formação e Habilitação de Praças, a soldado Ozielma Maria Souza falou sobre a emoção de estar representando as FEM’s –  como são conhecidas na corporação as mulheres que atuam na PM. “Fiquei muito feliz e alegre por ter conquistado o primeiro lugar diante de tantas avaliações que tivemos. Nós soldados, agora formados, iremos dar o nosso melhor, até porque a sociedade pernambucana merece o melhor, que é garantir o direito do cidadão de ir e vir com segurança”, ressaltou.

 

Novo concurso – Ainda para o ano de 2018, está previsto um novo concurso público, com a abertura de outras 500 vagas para a PMPE. Além da corporação militar, as Polícias Civil e Científica já receberam incrementos em seu quadro de profissionais neste ano, com a nomeação de 1.214 novos policiais, ao todo. Seguindo o processo de reforço nos quadros, o Corpo de Bombeiros Militar de Pernambuco (CBMPE) também contará com mais 300 homens e mulheres ainda no primeiro semestre de 2018. Outras ações como a instalação do 2º BIESP, em Petrolina; a implantação de um novo batalhão da PM no Litoral Norte; e a instalação de uma nova companhia da PM em Lajedo, no Agreste também estão previstas para serem concluídas em 2018.

 

Plano de Segurança – Anunciado pelo governador Paulo Câmara em abril de 2017, as medidas do Plano Estadual de Segurança Pública de Pernambuco incluem ações efetivas com objetivo de reduzir os índices de criminalidade do Estado. Entre elas, a renovação da frota das polícias, com 320 novas viaturas, 700 motocicletas e 2 helicópteros. Além disso, 4.500 novos PMs serão nomeados, dos quais 1.500 já atuam efetivamente desde o mês de setembro deste ano. Outros 1.300 já iniciam as atividades no 1º semestre de 2018 e novas turmas serão formadas ao longo dos próximos dois anos. O CBMPE também foi fortalecido, com o início do Curso de Formação de uma turma de 300 novos homens e mulheres que foram aprovados em concurso realizado em maio deste ano. A previsão é que eles comecem a atuar na corporação já em maio de 2018, após o término das aulas.

Sebastião Oliveira vai circular pelo Agreste

Deputado federal Sebastião Oliveira. Foto: Twitter

O deputado federal Sebastião Oliveira cumprirá agenda no Agreste nos próximos dias. A primeira parada acontecerá, na sexta-feira (20), em Gravatá, onde o presidente Estadual do Partido da República (PR) vai empossar o vereador Léo Giestosa como presidente do Diretório Municipal da sigla. Giestosa, que está no segundo mandato, deverá concorrer a uma vaga de deputado estadual nas próximas eleições.

No domingo (22), será a vez do parlamentar ir até Cupira. Neste município, o PR terá o vereador Bena Júnior concorrendo a uma das cadeiras da Alepe.

Sebastião Oliveira vai aproveitar as duas visitas para ser reunir com diversas lideranças políticas com o intuito de debater as demandas da população.