Brasil tem 677 casos de sarampo confirmados, diz Ministério da Saúde

Balanço divulgado na tarde de hoje (18) pelo Ministério da Saúde mostra que o Brasil tem 677 casos confirmados de sarampo. Segundo a pasta, atualmente, o país enfrenta dois surtos de sarampo – em Roraima e no Amazonas. Até terça-feira (17), foram confirmados 444 casos de sarampo no Amazonas, e 2.529 permanecem em investigação. Roraima confirmou 216 casos da doença e 160 continuam em investigação.

O ministério informou que, desde fevereiro, quando começaram a surgir os casos de sarampo, foram registradas três mortes: duas em Roraima e uma no Amazonas. Em Roraima, um caso suspeito de morte pela doença ainda está em investigação.

De acordo com o balanço, os surtos estão relacionados à importação. “Isso ficou comprovado pelo genótipo do vírus (D8) que foi identificado, que é o mesmo que circula na Venezuela”, diz a nota.

Ainda segundo a pasta, alguns casos isolados e relacionados à importação foram identificados nos estados de São Paulo (um), Rio Grande do Sul (oito); e Rondônia (um). Até o momento, o Rio de Janeiro informou ao Ministério da Saúde, oficialmente, sete casos confirmados.

“Cabe esclarecer que as medidas de bloqueio de vacinação, mesmo em casos suspeitos, estão sendo realizadas em todos os estados”, diz o ministério.

Em 2016, o Brasil recebeu da Organização Pan-Americana da Saúde (Opas) o certificado de eliminação da circulação do vírus do sarampo. Segundo o ministério, o Brasil está empreendendo esforços para interromper a transmissão dos surtos e impedir que se estabeleça a transmissão sustentada. “Para ser considerada transmissão sustentada, seria preciso a ocorrência do mesmo surto por mais de 12 meses”, diz a pasta.

Vacina

Oferecidas gratuitamente pelo Ministério da Saúde para todos os estados, as vacinas tríplice viral (sarampo, rubéola e caxumba) e tetra viral (sarampo, rubéola, caxumba e varicela) fazem parte do Calendário Nacional de Vacinação e estão disponíveis ao longo de todo o ano nos postos de saúde em todo o país.

“É importante ressaltar que não há necessidade de corrida aos postos de saúde, já que as ações para controle do surto da doença, como bloqueio vacinal, nas localidades acometidas por casos de sarampo estão sendo realizadas com rigor”, diz  nota divulgada pela pasta.

Neste momento, o Ministério da Saúde está intensificando a vacinação das crianças, público mais suscetível à doença. “Entretanto, adultos não vacinados devem receber a vacina prioritariamente em locais onde há surto da doença, como em Roraima e Manaus (AM). Pessoas que já completaram o esquema, conforme preconizado para sua faixa etária, não precisam novamente receber a vacina”, acrescenta o ministério.

Crianças de 12 meses a menores de 5 anos de idade têm que receber uma dose aos 12 meses (tríplice viral) e outra aos 15 meses de idade (tetra viral). Crianças entre 5 anos e 9 anos de idade que não foram vacinadas anteriormente devem receber duas doses da vacina tríplice com intervalo de 30 dias entre as doses.

A campanha nacional de vacinação será realizada entre 6 e 31 de agosto, sendo o dia D no sábado (18). O público-alvo dessa estratégia são crianças de 1 ano a menores de 5 anos.

Segundo o ministério, a meta de vacinação contra o sarampo é de 95%. Dados preliminares referentes ao ano passado indicam que a cobertura no Brasil foi de 85,21% na primeira dose (tríplice viral) e de 69,95% na segunda dose (tetra viral).

Sábado (21) também tem em São José do Egito a 1ª Caminhada Cultural

Divulgação

São José do Egito respira cultura, nos costumes de sua gente, na tradição de suas manifestações artísticas e nas simples conversas do cotidiano.

Esse ano, inspirados no enorme sucesso da Caminhada do Forró (que acontece na programação do São João de Arcoverde) um grupo de amigos resolveu se reunir para mobilizar o coletivo cultural e promover a I Caminhada Cultural de São José do Egito.

Em sua primeira edição, a Caminhada acontece para promover e integrar as diferentes linguagens de arte que formam a identidade do povo de São José do Egito.

Valorizando o enorme talento local e recebendo visitantes, no próximo sábado 21 de julho, a partir das 15h, a Rua João Pessoa – em frente à Casa de Dona Alila – vai servir de palco para a concentração do movimento que busca reunir arte e resistência na Terra da Poesia e sairá percorrendo ao som de forró e poesia importantes pontos de nossa São José.

É muito importante a integração do povo para deixar a Caminhada Cultural do tamanho que São José do Egito merece.

São Idealizadores do projeto Painha Advogado, Dr.  Igor, Mercier, Ricardo, René, Artur, Fredson Brito, Cláudio, Geórgia, Alyne, Keila, Gláucia e Mariana Teles.

Presenças confirmadas: Irah Caldeira, Luizinho de Serra, Kelly Rosa, Henrique Brandão, Jackson Monteiro, os Jairinho da serrinha e Pedro, Raphael Moura, entre muitos outros.

Serra Telhada recorda 80 anos da morte de Lampião

Cabras de Lampião. Foto: Sebastião Costa

O “Tributo a Virgolino – A Celebração do Cangaço”, promovido pela Fundação Cabras de Lampião, ocorrerá em Serra Talhada entre os próximos dias 25 e 29 de julho. O evento, que recorda os 80 anos da morte de Lampião, o cangaceiro mais famoso, é gratuito e aberto ao público. Lampião foi morto em 28 de julho.

Para recordar a data histórica de forma marcante, a Fundação Cabras de Lampião traz muitas novidades no “Tributo a Virgolino – A Celebração do Cangaço”, que será realizado, principalmente, na Estação do Forró e no Museu do Cangaço, em Serra Talhada (PE), Sertão do Pajeú, terra onde o líder cangaceiro nasceu. O evento vai reunir grupos musicais, folclóricos, violeiros repentistas, cantores, poetas, historiadores e pesquisadores do cangaço. Na ocasião, também serão promovidos pontos de cultura e feiras de artesanatos, tudo para celebrar a cultura de raiz. A proposta é integrar música, teatro, dança, fotografia, cultura popular, literatura, artesanato e gastronomia.

Durante a programação do Tributo a Virgolino, haverá ainda apresentações musicais com trios e grupos de forró pé de serra, danças populares, área de alimentação com comidas típicas da região, além da realização da celebração do cangaço, um momento em que todos os grupos e artistas convidados se reúnem para afirmarem a importância do cangaço na identidade cultural do povo sertanejo. Também será realizado o espetáculo “O Massacre de Angico – A Morte de Lampião”. As atividades ocorrerão na Estação do Forró, na Área de Alimentação da Feira Livre, dentro das escolas, no Museu do Cangaço e no Sítio Passagem das Pedras – localidade onde nasceu Lampião, utilizando-se diversos espaços e palcos paralelos.

Massacre de Angico – A Morte de Lampião – Trata-se do maior espetáculo teatral ao ar livre dos sertões que conta uma história ocorrida há 80 anos – o terrível encontro entre militares do Governo Getulista e os cangaceiros liderados por Lampião e sua esposa, Maria Bonita. Eles foram pegos de surpresa e quase sem nenhuma reação na madrugada do dia 28 de julho de 1938, na grota de Angico, em Sergipe. O massacre praticamente pôs fim à chamada Era do Cangaço. Em meio àquelas árvores retorcidas da caatinga e resultando num verdadeiro banho de sangue no sertão nordestino, 11 integrantes do afamado bando, incluindo o casal líder, foram mortos e tiveram suas cabeças decepadas. O espetáculo foi concebido a partir do até então único texto dramatúrgico escrito pelo pesquisador do cangaço, Anildomá Willans de Souza, natural de Serra Talhada.

De acordo com Anildomá, o “molho” que rege toda esta história é o perfil apresentado deste homem símbolo do cangaço, visto por um outro viés, bem mais humano. “Mostraremos ao público um Lampião apaixonado, que sente medo, que é afetuoso; não somente aquele da guerra travada contra os coronéis e fazendeiros, contra a polícia e toda estrutura de poder, mas um homem que amava as poesias e sua gente”, revela o autor.

O espetáculo reúne 50 atores e 70 figurantes, além de 40 profissionais na equipe técnica e administrativa, comandada pelo ator e dramaturgo José Pimentel. No elenco, atores da própria Serra Talhada, mas também do Recife e Olinda, além da atriz e cantora Roberta Aureliano, que interpreta Maria Bonita. Ela é natural de Maceió (AL) mas passou toda a infância em Serra Talhada.

O ator e dançarino Karl Marx, de apenas 27 anos, vive o protagonista. Integrante do Grupo de Xaxado Cabras de Lampião, ele comemora 13 anos à frente do mesmo papel, em outras montagens. “A responsabilidade é grande porque trata-se de uma personagem que mexe com a imaginação das pessoas, que influenciou a cultura popular sertaneja, os valores morais e até o modo de viver do nosso povo. Este trabalho é mais do que um desafio profissional, é quase uma missão de vida”, declara o ator. O espetáculo “Massacre de Angico” é ambientado em cima de uma ribanceira de terra batida durante 1h30.

O projeto “Tributo a Virgolino – A Celebração do Cangaço” conta com o incentivo cultural do Funcultura; Fundarpe; Secretaria de Cultura de Serra Talhada e Governo de Pernambuco, e ainda com a Prefeitura Municipal e Secretaria de Cultura de Serra Talhada; Sesc/PE e comerciantes locais. Veja a programação completa no site: www.cabrasdelampiao.com. br

Serviço:

Tributo a Virgolino – 80 Anos da Morte de Lampião

Local: Estação do Forró (antiga Estação Ferroviária) e no Museu do Cangaço (Vila Ferroviária, S/Nº – Centro – Serra Talhada)
Horário: 20h

Entrada Gratuita

 

Governo antecipa primeira parcela do 13º de aposentados e pensionistas

Aposentados e pensionistas do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) receberão a primeira parte do 13º salário junto com a remuneração de agosto. A primeira parcela do abono anual corresponderá a até 50% do valor do benefício.

O decreto autorizando a antecipação foi assinado hoje (16) pelo presidente Michel Temer, mas ainda não foi publicado no Diário Oficial da União. A medida deve injetar R$ 21 bilhões na economia do país e movimentar o comércio e outros setores.

Como determina a legislação, não haverá desconto de Imposto de Renda na primeira parcela paga a aposentados e pensionistas do INSS. O imposto sobre o valor somente pode ser cobrado na segunda parcela da gratificação natalina, a ser paga junto com a remuneração de novembro.

Desde 2006, o governo antecipa a primeira parcela do 13º salário dos aposentados e pensionistas na folha de agosto.

Somente em 2015, o pagamento foi adiado para setembro, por causa do ritmo fraco da economia e da queda da arrecadação.

Imagens da Moto Fest realizada neste final de semana em São José do Egito

Neste final de semana foi realizada no Pátio de Eventos Miguel Arraes de Alencar em São José do Egito mais uma Moto Fest. Motociclistas de várias partes do Brasil estiveram participando. Diversos estandes foram montados e muitas bandas revezaram no palco. O público foi excelente.

Confira fotos do show de Renato Marinho, na noite do sábado (14).

Show de Renato Marinho reuniu muita gente que gosta de rock. Fotos: Blog Geraldo Palmeira

França conquista segunda Copa e se iguala ao Uruguai e à Argentina

França vence a Copa da Rússia. Foto: Kai Pfaffenbach/Reuters/Direitos reservados/Agência Brasil

A França venceu a Croácia por 4 x 2 e é campeã da Copa do Mundo da Rússia. O time francês foi aplicado taticamente, apostou na solidez de sua defesa e na eficiência de seus atacantes e levantou a taça. Com o título, franceses se juntam aos uruguaios e argentinos como bicampeões do mundo. O primeiro título foi em 1998, contra o Brasil.

Os jogadores receberam a taça debaixo de uma forte chuva em Moscou. O presidente francês, Emmanuel Macron, cumprimentou os jogadores, assim como a presidente da Croácia, Kolinda Kitarovic; o presidente da Rússia, Vladimir Putin e o presidente da Fifa, Gianni Infantino.

Em uma Copa com estrelas de destaque nas principais favoritas, o técnico Didier Deschamps, que jogava na seleção de 98, apostou em um time de qualidade coletiva e com jovens talentos.

A França tem vários jogadores de destaque no futebol mundial, como Mbappé, Pogba, Griezmann e o goleiro Lloris, mas nenhum deles pode ser apontado sozinho como responsável por esse título. O coletivo francês foi o que menos oscilou durante a Copa. Um exemplo está em Giroud. O centroavante titular não fez nenhum gol, mas contribuiu taticamente e não perdeu a vaga no time, mesmo passando em branco na competição.

O jogo

O primeiro tempo mostrou uma Croácia mais agressiva e ofensiva. Mesmo com o peso de três prorrogações nas costas, os croatas não se intimidaram e foram para o ataque. Mas a França tem uma boa defesa e deu poucos espaços para os atacantes adversários.

A França pouco chegava ao ataque, mas quando chegou, marcou. Em cobrança de falta de Griezmann, na primeira subida mais contundente, a bola foi jogada para dentro da área aos 17 minutos. O atacante croata Mandzukic tentou cortar e acabou enganando o goleiro no lance. Subasic apenas assistiu a bola morrer no fundo da rede.

A Croácia saía atrás no placar novamente. O time do técnico Zlatko Dalic teve que correr atrás do prejuízo nas partidas de oitavas, quartas de final e semifinal. E como nessas partidas, buscou o empate. Aos 27 minutos, Perisic recebeu na entrada da área, após cruzamento de Modric, e acertou um belo chute cruzado no canto de Lloris.

Mas a França chegou ao segundo gol, com auxílio do VAR. Perisic cortou um cruzamento com o braço. Os franceses reclamaram, o árbitro argentino Néstor Pitana foi rever o lance no vídeo e marcou o pênalti.

O segundo tempo teve uma Croácia ofensiva, obstinada. Os croatas foram para cima, mas deram espaços lá atrás. E foi assim que a França fez o terceiro e quarto gols. Primeiro, Pogba fez um lançamento perfeito para Mbappé, que invadiu a área e cruzou. A bola sobrou para o próprio Pogba, que emendou para o gol. O camisa 10 francês faria seu gol aos 19 minutos do segundo tempo. Hernandez fez boa jogada pela esquerda e tocou para Mbappé, que recebeu e bateu de fora da área, no canto de Subasic.

A Croácia tentou uma série de jogadas para diminuir o placar, mas chegou ao segundo gol após um erro incrível de Lloris. O goleiro francês tentou sair jogando com os pés e foi desarmado por Mandzukic, que botou a bola para dentro do gol. A Croácia se animou com o gol e tentou mais um, mas a defesa francesa foi sólida, assim como em toda a Copa do Mundo, e garantiu o resultado.

Invasão

A final da Copa do Mundo entre França e Croácia, no Estádio Luzhniki, em Moscou, foi interrompida por causa da invasão simultânea de campo de quatro mulheres, em ato reivindicado pelas integrantes do grupo punk russo Pussy Riot.

A paralisação ocorreu aos 7 minutos do segundo tempo, com entrada no gramado por diversos lados do campo. As invasoras vestiam peças de roupas semelhantes as utilizadas pelos seguranças.

Através das redes sociais, o Pussy Riot assumiu a autoria da invasão. O grupo musical é conhecido pelo ativismo político, de oposição ao governo de Vladimir Putin.

*  Agência Brasil/com informações da EFE

Bélgica vence Inglaterra e é a terceira colocada da Copa do Mundo 2018

Bélgica vencer a disputa pelo terceiro lugar. Foto: Agência Reuters/Lee Smith

A Bélgica venceu a Inglaterra por 2 x 0 e ficou com o terceiro lugar da Copa do Mundo 2018. Em uma partida movimentada, os belgas mostraram superioridade sobre o adversário durante toda a partida. Fizeram um gol logo no início e não tiveram problemas para segurar o ataque inglês. O terceiro lugar em 2018 foi a melhor colocação já alcançada pelo país em uma Copa. Antes, o melhor resultado havia sido um quarto lugar em 1986.

O jogo

O primeiro tempo já começou com um gol da Bélgica, aos 3 minutos, com Meunier aproveitando cruzamento à meia altura de Chadli. A Inglaterra tentava responder e empatar, mas criou poucas oportunidades e, quando chegava à pequena área, finalizava no meio do gol de Courtois. O centroavante Harry Kane teve uma chance clara de gol, mas chutou torto da entrada da área. A Bélgica teve as melhores chances do primeiro tempo, mas desperdiçou a oportunidade de ampliar com Lukaku, Hazard e De Bruyne.

O segundo tempo começou com a Inglaterra indo para cima e tentando o empate, mas a defesa belga fechava os espaços com eficiência. Em um dos poucos erros de marcação da Bélgica, o volante Dier tabelou e invadiu a área. Cara a cara com o goleiro Courtois, o inglês deu um toque com categoria por cima do goleiro. Quando a bola já entrava em um gol certo, Alderweireld apareceu e afastou. Foi a melhor chance da Inglaterra no jogo.

Enquanto isso, a Bélgica tinha os contra-ataques. E desperdiçou muitos. Em um deles, Lukaku adiantou demais a bola e perdeu a chance, em outro a defesa bloqueou o chute de Hazard. Em uma das melhores jogadas da partida, a Bélgica puxou contra-ataque rápido com De Bruyne, Mertens e Meunier. Entrando na área inglesa, Mertens inverteu para Meunier, do outro lado da área. O autor do primeiro gol emendou um lindo chute, mas Pickford fez a melhor defesa da partida.

Após tanto ter oportunidades, a Bélgica fez mais um gol. Hazard recebeu de De Bruyne e tocou no canto do goleiro inglês, que nada pode fazer. Foi a página final da história de Bélgica e Inglaterra nesta Copa do Mundo.

Após o apito final, não houve aquela tradicional cena de um lado comemorando e o outro chorando em profunda decepção. Ingleses e belgas se cumprimentaram no campo, como se tivessem jogado um amistoso. As comemorações eram discretas entre os belgas. Os atletas da Inglaterra não demonstraram tristeza pelo quarto lugar e aplaudiram sua torcida no estádio, antes de deixarem o gramado. Ao final, os jogadores e comissão técnica belga receberam medalhas de bronze pelo terceiro lugar conquistado.