Brasileirão: Corinthians é HEPTA

Corinthians é hepta campeão brasileiro. Foto: Rodrigo Gazzanel/Estadão Conteúdo

O heptacampeonato brasileiro, enfim, virou realidade para o Corinthians. E com direito a muito sofrimento e virada, como a torcida alvinegra gosta. O time garantiu o sétimo título ao derrotar o Fluminense por 3 a 1 na noite desta quarta-feira (15), em Itaquera, sob olhares de mais de 46 mil torcedores. Os gols do segundo troféu corintiano na temporada 2017 foram marcados por Jô, duas vezes em apenas dois minutos de intervalo, e Jadson.

No jogo do título, o Corinthians precisou se superar e buscar uma virada inédita no Brasileirão. O zagueiro Henrique marcou no primeiro lance do duelo para o Fluminense, mas Jô fez dois gols em dois minutos no começo da etapa final. Com isso, o centroavante ultrapassou Henrique Dourado na artilharia da competição, com 18 gols contra 17. No fim, Jadson ampliou.

Organizado em campo na etapa final, o Corinthians mostrou mais uma vez muita entrega. Apoiado pela torcida, a equipe corintiana não deu chances ao Flu no retorno do segundo tempo. Do poder de decisão de Jô à obediência tática de Romero, um dos maiores símbolos da conquista, o time colocou as duas mãos na taça depois de 35 rodadas disputadas.

O triunfo sobre os cariocas em casa confirmou um título que parecia perto do Corinthians há meses. Líder ininterrupto há 31 rodadas, a equipe abriu vantagem na ponta, flertou com a crise e emendou vitórias na reta final até garantir o sétimo troféu do Brasleirão. Pelo caminho, ficaram Grêmio, Palmeiras e Santos, que lutaram para diminuir a distância do líder durante toda a competição.

Com a vitória sobre o Fluminense, o Corinthians chegou à marca de 71 pontos, dez a mais que o Grêmio, o segundo colocado na tabela. A três rodadas do fim e com nove pontos em disputa, o adversário não pode mais superar o time alvinegro. Já a distância do Palmeiras para o líder é de 14 pontos – a equipe alviverde ainda disputa 12 pontos no campeonato.

 

Uol

Cartão de loja é o tipo de crédito que mais leva à inadimplência

Os cartões de loja são hoje a forma de financiamento que mais leva o consumidor para a inadimplência. Entre os devedores que têm esse tipo de cartão, 80% estão com o nome sujo justamente por causa dele. No ano passado, o índice era de 73%. A conclusão é de um levantamento feito pelo Serviço de Proteção ao Crédito (SPC Brasil) e pela Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas (CNDL) em todas as capitais. Na segunda colocação, aparecem os empréstimos em bancos e financeiras, que lideravam o ranking em 2016 com 75% e agora estão dez pontos percentuais abaixo.

Na sequência, aparecem os cartões de crédito (65%), os cheques especiais (64%), o crediário (60%), os cheques pré-datados (51%), o financiamento de automóveis e motos (50%), o crédito consignado (38%), o financiamento da casa própria (27%) e as mensalidades escolares (24%).

Na avaliação da economista-chefe do SPC Brasil, Marcela Kawauti, por mais que a economia brasileira comece a dar sinais de melhora, a vida financeira do brasileiro ainda não está em situação confortável. “O desemprego está estável, mas elevado, e a renda segue menor do que nos anos anteriores à crise. Com orçamento curto, o brasileiro se depara com dificuldades para pagar as dívidas”, explica. “Por isso é preocupante que as dívidas bancárias se posicionem entres os primeiros colocados, porque a incidência de elevados juros por atraso faz com que essas dívidas cresçam de maneira acelerada, dificultando cada vez mais o pagamento.”

Inadimplentes

O estudo revela também que os devedores brasileiros continuam assumindo novos compromissos financeiros, mesmo não estando em dia com os que já tinha. Nesse cenário, o maior crescimento é o das compras feitas em carnês e crediários. A incidência em um ano foi de 11% para 21%. O cartão de crédito também teve expansão expressiva, de 40% para 48%.

Nas dívidas em razão da contratação de serviços, as maiores altas foram com telefonia (53%), com expansão de 11 pontos percentuais entre 2016 e 2017, e das contas de TV por assinatura e internet, de 33% para 44%. Isso indica que o consumidor está priorizando manter em dias as contas mais importantes, como água e luz.

Brasil se oferece para sediar a Conferência do Clima em 2019

Ministro do Meio Ambiente, José Sarney Filho. Foto: Wilson Dias/Agência Brasil

O Brasil anunciou nesta quarta-feira (15) na 23ª Conferência do Clima da ONU (COP23), realizada em Bonn, na Alemanha, que quer sediar a edição de 2019 da cúpula.

O anúncio foi feito pelo ministro do Meio Ambiente, Sarney Filho, que disse em comunicado que a COP25 será um “grande marco” para a implementação do Acordo de Paris e que o Brasil está “encantado de mostrar sua disponibilidade para receber esse importante evento”.

“O Brasil está fortemente comprometido com a sustentabilidade e com a causa da mudança climática e tem uma forte tradição de receber grandes eventos internacionais relacionados com o meio ambiente e o desenvolvimento sustentável”, afirmou o ministro.

Além disso, Sarney Filho disse que o o Brasil tem “longa tradição de construir pontes entre países e que espera poder continuar com essa tradição”.

O Brasil sediou a famosa Rio-92, também conhecida como Cúpula da Terra, que serviu de plataforma de lançamento da Convenção-Quadro das Nações Unidas sobre a Mudança do Clima (UNFCCC), órgão que lidera as conferências ambientais.

Além disso, há cinco anos, o país foi sede da Conferência da ONU sobre o Desenvolvimento Sustentável, na qual começaram as negociações que levaram à aprovação dos objetivos para Agenda 2030.

Já está previsto, por causa do sistema de rotação da ONU, que a COP25 seja realizada em um país da América Latina ou do Caribe.

 

Agência EFE

SJE: Sindicato dos Professores, Poder Executivo e vereadores se reúnem no gabinete do prefeito para discutir atrasos em pagamentos de salários na Educação

Reunião para discutir atrasos nos pagamentos de folhas da Educação aconteceu na manhã desta terça (14) no gabinete do prefeito

O gabinete do prefeito Evandro Valadares foi o local escolhido para reunião nesta terça (14) entre Executivo, professores e vereadores. Em pauta os atrasos que vêm acontecendo quanto ao pagamento dos salários dos servidores da educação. O debate foi conduzido pelo Sindicato dos Trabalhadores em Educação de São José do Egito (Sintesje), através sua presidente Lúcia Maria, e pelo gestor municipal.

Inicialmente o secretário de Finanças Augusto Valadares apresentou um levantamento de quanto os cofres públicos injetam na folha da educação e enfatizou as quedas de repasse do Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica e de Valorização dos Profissionais da Educação (Fundeb) no último mês de outubro em comparação com o mesmo período no ano passado.

Tanto o secretário quanto o prefeito admitiram que há um atraso em pagamentos, entretanto confirmaram que apenas os contratados, comissionados, terceirizados e efetivos do setor administrativo não receberam. O pagamento dos demais servidores da educação já foi efetuado. De acordo com a prefeitura apenas no mês de outubro é que ainda não se concluiu o pagamento dessa folha.

Na reunião, além da categoria, compareceram os vereadores Claudevan Filho, Rogaciano Jorge, Prato de Papa, Beto de Marreco e Ana Maria – da situação – e os parlamentares David Teixeira, Aldo da Clipsi, Albérico Tiago e Tadeu do Hospital – da oposição, além do vice-prefeito Eclériston Ramos, do chefe de Gabinete Roberto Sampaio, da Secretária de Educação Roseane Borja, e os representantes do Rotary Club e CDL, Tarcísio Leite e Adalberto Teixeira, respectivamente.

Os vereadores presentes aproveitaram para cobrar a entrega de informações que foram requeridas e aprovados em plenário e que até agora não obtiveram resposta do Executivo.

A reunião, marcada para que a realidade orçamentária do município pudesse ser compreendida, teve momentos tensos nos debates, principalmente entre a secretária Roseane Borja e o vereador Tadeu do Hospital. O clima esquentou e a gestora da Educação retirou-se do recinto.

Questionado sobre inchaço na folha, o secretário Augusto Valadares disse que já foram tomadas medidas de redução do quadro. Sobre quando a prefeitura vai terminar de pagar o mês de outubro, ele projetou a possibilidade para o dia 22 próximo, entretanto, sem garantias.

Antes de sair da reunião, a secretária Roseane alegou que desde maio os repasses do Fundeb são deficitários mas os pagamentos vinham sendo efetuados. Segundo Borja, os atrasos começaram do pagamento da folha de julho (em agosto) até o atual.

O sindicato ainda cobrou um posicionamento sobre o pagamento do 13 salário. Evandro disse que está “otimista com informação de que chegarão recursos, porém, são só previsões”.

Quase no final da reunião servidores efetivos se mostraram preocupados caso os atrasos continuem todos os meses. A funcionária Maria Aparecida Silva, do setor administrativo, disse que não há como se planejar e que a vida está mais complicada porque do pouco dinheiro que recebe está pagando juros por não estar honrando seus compromissos em dia.

Já a professora Adriana Vieira da Silva alegou que os educadores estão revoltados com a divisão das folhas (a prefeitura vem pagando setores da educação em datas diferentes). Ela questionou: “Uns são melhores que outros?”

A prefeitura respondeu dizendo que vem pagando de acordo com os repasses que vão chegando aos cofres, inclusive completando algumas folhas com recursos próprios.

A reunião foi encerrada sem que os professores tivessem a garantia que os pagamentos de seus vencimentos voltarão à normalidade dos prazos (até o quinto dia útil do mês) nos próximos meses.

A pauta foi praticamente voltada para a prefeitura mostrar a situação orçamentária da Educação.

Pernambuco promove ação inusitada no metrô de São Paulo

A intervenção acontece até 12 de dezembro na Estação Paulista da linha amarela e no interior dos vagões

Algumas das principais atrações turísticas de Pernambuco estarão expostas para o público que frequenta o metrô de São Paulo em novembro. A Secretaria de Turismo, Esportes e Lazer do estado, por meio da Empetur, realizará uma campanha na Estação Paulista da Linha Amarela, uma das mais movimentadas da capital. Durante a ação, que acontece até 12 de dezembro, seis vagões terão os interiores adesivados com os temas Porto de Galinhas, Fernando de Noronha, Olinda, Praia dos Carneiros, Carnaval do Recife e São João. Além disso, a própria estação será ilustrada com nossos destinos.

Além da decoração, os vagões também contarão com uma equipe de promotores vestidos de acordo com o tema de cada destino. No vagão Fernando de Noronha, serão mergulhadores e surfistas; no de Porto de Galinhas, turistas com roupa de praia; no da Praia dos Carneiros uma família e um casal fazendo selfies em frente à Igrejinha; no de Olinda, fantasiados para o período de Carnaval; no do São João, vestindo roupas típicas do período Junino, e no do Carnaval do Recife será mostrado o Galo da Madrugada e seus foliões.

Também haverá uma intervenção com a adesivação do Túnel Angélica, localizado na estação Paulista da Linha Amarela, explorando os 04 principais destinos indutores com os temas: Fernando de Noronha, Carnaval de Recife, Porto de Galinhas e Olinda. Serão montados cenários que farão uma alusão ao destino com imagem e acessórios para que o público se sinta em Pernambuco. Promotores vestidos de acordo com cada cenário convidarão as pessoas para tirar fotos e postar nas redes sociais com a hashtag #DescubraPernambuco e distribuirão brindes durante a ação. 

O cenário do Turismo em Pernambuco vem mudando num ritmo efervescente nos últimos anos e é preciso explorar todo o potencial econômico deste setor. Não por acaso, temos observado o crescimento exponencial de turistas estrangeiros em nosso destino. Isso é fruto da política de expansão da nossa malha aérea. E também queremos continuar investindo na captação de turistas nacionais. Por isso, escolhemos o metrô de São Paulo, que recebe diariamente um volume assombroso de pessoas das mais diversas origens e que já é o maior emissor de turistas brasileiros para o nosso estado”, destacou o secretário de Turismo, Esportes e Lazer Felipe Carreras.

Pernambuco: Frente Parlamentar anuncia ação popular contra a privatização da Chesf

O colegiado também fará uma representação ao Ministério Público Federal para que tome outras providências cabíveis. Foto: Sabrina Nóbrega/Alepe

A Frente Parlamentar em Defesa da Companhia Hidroelétrica do São Francisco (Chesf) da Assembleia Legislativa de Pernambuco (Alepe) definiu, nesta terça (14), o conteúdo da ação popular que será apresentada  com o objetivo de tentar impedir a tramitação do projeto de lei para privatização da empresa. De acordo com o deputado Lucas Ramos (PSB), que coordena o colegiado, entidades mobilizadas em torno da causa serão convidadas a participar do ato de protocolização na Justiça Federal. Além disso, o colegiado deverá fazer uma representação ao Ministério Público Federal para que tome outras providências cabíveis.

Na reunião, o procurador da Alepe Edvaldo Cordeiro e a advogada Pollyana Estrella, assessora da Frente, informaram que a petição pedirá que o projeto de privatização seja suspenso em caráter emergencial até que se realizem estudos e discussões com a sociedade, sob pena de acarretar prejuízos irreparáveis ao patrimônio público nacional.

A ação popular destaca que a Chesf atende a oito Estados do Nordeste (Bahia, Sergipe, Alagoas, Pernambuco, Paraíba, Rio Grande do Norte, Ceará e Piauí) e gera energia para mais de 80% dos municípios nordestinos. Menciona ainda que a empresa tem mais de 90% da capacidade instalada total instalada nas oito usinas hidrelétricas no curso do Rio São Francisco e registrou lucro de R$ 370,3 milhões no primeiro semestre de 2017. De acordo com a ação, a privatização pode levar à prevalência dos interesses privados frente aos interesses sociais básicos das regiões atendidas pelo rio.

Não tenho dúvida de que [a privatização da Chesf] é um crime de lesa-pátria”, disse Lucas Ramos. Ele repercutiu notícias de que o projeto de lei para a venda da Eletrobrás – e consequentemente da Chesf – estaria pronto para ser remetido ao Congresso. “Tenho a preocupação de que, se virar lei, a gente não tenha mais condição de agir”, acentuou.

O deputado lamentou, ainda, a ausência de representantes do Governo Federal nas 11 audiências públicas promovidas pelo colegiado para discutir o tema (seis das quais realizadas nos Estados de Alagoas, Paraíba, Bahia e Rio Grande do Norte),  e nas três visitas técnicas. “Há uma intolerância do Governo Federal em discutir o  assunto. Ele age sem a menor disposição em garantir a transparência no debate. Vamos obstruir e anular qualquer iniciativa no sentido de vender a Chesf”, afirmou.

Odacy Amorim (PT), vice-presidente do grupo de trabalho, destacou o uso múltiplo do Rio São Francisco e a importância do reservatório de Sobradinho, gerido pela Chesf. “A prioridade deve ser o consumo humano e animal e a prevenção de enchentes. Uma empresa privada não teria esses compromissos”, acrescentou, reforçando, ainda, a utilização do manancial pelo polo de fruticultura irrigada de Petrolina-Juazeiro.

Lucas Ramos também fez um balanço das etapas anteriores da Frente e anunciou as próximas atividades, entre elas uma audiência pública em Salgueiro, no próximo dia 17, e o ato político “Todos em Defesa da Chesf e do Rio São Francisco”, no dia 24, em frente à sede da companhia, no Recife. O relator Isaltino Nascimento (PSB) ressaltou a importância de publicizar as atividades do colegiado para obter o engajamento da população.

Gabarito oficial do Enem 2017 é divulgado

O Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep) divulgou há pouco o gabarito oficial das provas do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) 2017, realizadas nos dias 5 e 12 de novembro. 

Com o gabarito, os candidatos podem saber quantas questões acertaram. 

Correção das provas

A correção das provas é feita usando a metodologia da Teoria de Resposta ao Item (TRI), em que o valor de cada questão varia conforme o percentual de acertos e erros dos estudantes naquele item.

Dessa forma, um item em que grande número dos candidatos acertarem será considerado fácil e, por essa razão, valerá menos pontos. Já o estudante que acertar uma questão com alto índice de erros ganhará mais pontos por aquele item.

Por isso, não é possível calcular a nota final apenas contabilizando o número de erros e acertos em cada uma das provas. Dois candidatos que acertarem o mesmo número de questões podem ter pontuações diferentes.  O estudante só tem como saber a nota final no Enem quando o resultado sair.

A correção é feita por meio de um sistema de reconhecimento no qual a Fundação Getulio Vargas e a Cesgranrio extraem os dados com as respostas das questões objetivas de cada participante, durante a etapa de digitalização. Por isso, é imprescindível que o preenchimento do cartão-resposta tenha sido realizado com caneta esferográfica de tinta preta.

O Boletim de Desempenho deverá ser disponibilizado aos participantes em 19 de janeiro de 2018.

Bolsa Família será reajustado em 2018, diz ministro Osmar Terra

O ministro do Desenvolvimento Social, Osmar Terra, afirmou hoje (13) que o governo pretende reajustar o valor do Bolsa Família no próximo ano.

“No ano que vem, queremos aumentar alguma coisa acima da inflação, pode ser 0,5%, 1%, o que estiver dando em março ou abril. Ainda estamos definindo”, disse à imprensa após participar do lançamento do Programa Emergencial de Ações Sociais para a cidade do Rio de Janeiro.

De acordo com o ministro, o fato de a inflação estar mais baixa propicia o aumento do valor do benefício, concedido a 13,5 milhões de famílias, de acordo com o ministério.

Supremo voltará a julgar restrição ao foro privilegiado no dia 23 de novembro

STF retoma neste mês julgamento sobre foro privilegiado. Foto: Valter Campanato/Agência Brasil

O Supremo Tribunal Federal (STF) voltará a julgar a restrição ao foro privilegiado para autoridades no dia 23 de novembro. A discussão sobre o caso foi interrompida em junho por um pedido de vista do ministro Alexandre de Moraes. O placar do julgamento está em quatro votos pela restrição.

Antes da interrupção, o relator do caso, ministro Luís Roberto Barroso, votou a favor da restrição ao foro privilegiado para autoridades, como deputados e senadores. De acordo com Barroso, os detentores de foro privilegiado, como deputados e senadores, somente devem responder a processos criminais no STF se os fatos imputados a eles ocorrerem durante o mandato.

Em seu voto, para evitar que os detentores de foro que cometerem crimes durante o mandato renunciem aos cargos para escapar do julgamento, Barroso também sugeriu que, a partir da instrução do processo, a ação fica mantida onde estiver.

Os ministros Marco Aurélio Rosa Weber e Cármen Lúcia também a acompanharam o relator.
O caso concreto que está sendo julgado envolve a restrição de foro do atual prefeito de Cabo Frio (RJ), Marcos da Rocha Mendes. Ele chegou a ser empossado como suplente do deputado cassado Eduardo Cunha, mas renunciou ao mandato parlamentar para assumir o cargo no município. O prefeito responde a uma ação penal no STF por suposta compra de votos, mas, em função da posse no Executivo municipal, o processo foi remetido para a Justiça.

Governo de Pernambuco inicia formação de 300 novos homens e mulheres do Corpo de Bombeiros Militar

Os soldados passarão a integrar a corporação já no primeiro semestre de 2018

O governador Paulo Câmara comandou, em solenidade realizada na manhã desta segunda-feira (13), no Centro de Convenções, em Olinda, a aula inaugural do Curso de Formação e Habilitação de Praças Bombeiro Militar (CFHP BM) para 300 novos homens e mulheres, aprovados em concurso realizado em maio deste ano. Após conclusão dessa que é a última etapa de preparação, os novos soldados serão empregados nas diversas áreas de atuação da corporação. Na oportunidade, Paulo fez questão de destacar a importância da ação dos futuros servidores no atendimento de ocorrências e no salvamento de vidas. “Tenho certeza que esses novos alunos vão se integrar a uma corporação séria, que vai nos ajudar muito a ser um Estado mais igual, justo, e, acima de tudo, um Estado onde os Bombeiros Militares vão estar sempre prontos para atender à população sempre que chamados, preservando a vida, o próximo, e, principalmente, a cidadania e a qualidade de vida das pessoas”, ressaltou.

A nobreza da função e a qualidade do Curso de Formação também foram frisadas pelo governador Paulo Câmara. “Essa formação vai mostrar valores importantes, que vão marcar as vidas dos alunos. Valores que, acima de tudo, vão representar o que é tão importante, que é servir ao público. Nunca, em nenhum momento, podemos desviar desse foco, dessa trajetória e desse caminho, de servir e se dedicar. Pernambuco é um povo muito grato, um povo que reconhece trabalho, as pessoas e as corporações”, concluiu.

Com previsão de término para maio de 2018, o curso terá 1.184 horas/aula e duração de seis meses. As aulas ocorrerão, em sua maioria, na Academia de Bombeiros Militar dos Guararapes (ABMG), no bairro do Curado. Entretanto, os novos alunos também terão treinamento em locais de piscina, mar, edificações elevadas, entre outros cenários que se assemelham às diversas áreas de atuações que os Bombeiros Militares enfrentam no dia a dia. Dentre aulas teóricas e de práticas operacionais, o curso contemplará 50 disciplinas.

Durante as aulas, os soldados aprenderão noções de formação militar; gestão de segurança pública; violência, crime e controle social; direitos humanos; conhecimentos jurídicos; gestão de conflitos; valorização profissional; comunicação e tecnologia da informação; cultura e cidadania; salvamento aquático, terrestre e em alturas; atendimento pré-hospitalar; combate a incêndio; vistoria técnica; entre outros. Durante os seis meses do curso, os alunos receberão uma bolsa mensal no valor de R$ 996,00.

O comandante geral do CBMPE, Coronel Manoel Cunha, falou dos desafios que os alunos enfrentarão no curso e da responsabilidade que a profissão exige. “Hoje, recebemos aqui 300 jovens para a última e mais difícil etapa da seleção, que é a formação profissional. Será um período de provações, sacrifícios físicos e psicológicos, testando os limites máximos de cada um em busca da perfeição no desempenho dos procedimentos e protocolos técnicos inerentes às atividades da corporação. No início dessa caminhada, o maior e melhor sentimento que cultivaremos em nossa formação como bombeiro militar é o lema do nosso hino: ‘Vida alheia e riquezas salvar’. Pernambuco há de ser grande, e cabe a cada um de vocês uma parcela dessa responsabilidade a partir de agora”, exaltou.

 

Histórico – Esta é a primeira turma que será formada na gestão Paulo Câmara. No entanto, desde 2007, ainda na gestão de Eduardo Campos, o Governo do Estado dá indícios do seu alinhamento com as políticas de segurança pública do Estado. Em relação ao Corpo de Bombeiros Militar de Pernambuco, em dez anos, são mais de 1.550 soldados formados pelo do Curso de Formação e Habilitação de Praças Bombeiro Militar.