Prefeito de São José do Egito reafirma apoio a Mendonça Filho para o Senado

Foto: Reprodução

O prefeito de São José do Egito, Evandro Valadares, gravou um vídeo, neste domingo (16/09), reafirmando seu apoio à candidatura de Mendonça Filho ao Senado.  Evandro Valadares ratificou que seu voto para o Senado Federal será para Mendonça, responsável por diversas ações importantes voltadas para a região.

“Mendonça Filho será o nosso senador. Quem estiver me ouvindo, tenha a certeza, que se alguém por aí quiser colocar ao contrário, está mentindo. Estou com Mendonça e vamos ganhar essas eleições”, disse Evandro Valadares.

A reafirmação do apoio a Mendonça foi feita hoje, após o Blog de Edmar afirmar que ele iria apoiar os senadores da Frente Popular por ter participado de um evento no município ao lado do governador Paulo Câmara. Evandro confirmou que esteve presente em um evento, sábado à noite, na cidade, promovido pela Frente Popular, mas que não houve alteração em seu voto para o Senado.

“Venho confirmar meu compromisso com Paulo Câmara para governador, com Tadeu Alencar para a Câmara Federal, com Clodoaldo Magalhães para a Assembleia Legislativa e com meu amigo particular Mendonça Filho para o Senado. Ele que tem feito tanto por este Estado, tanto por esta terra. Juntos, estamos com Mendonça”.

“Quero reafirmar que o que Mendonça fez como ministro da Educação para o Brasil, para Pernambuco e, principalmente, para São José do Egito, são poucos que pensaram em fazer, pois fazer mesmo, ninguém nunca fez como Mendonça”, finalizou.

Mega-Sena acumula e pode pagar R$ 5 milhões no próximo concurso

Imagem ilustrativa

Nenhum apostador acertou as seis dezenas do Concurso 2.078 da Mega-Sena. Os números sorteados foram: 02 – 11- 15 – 30 – 36 – 39.

Vinte e seis apostas acertaram cinco dezenas e vão receber R$ 58.827,22, cada. A quadra teve 2.715 apostas ganhadoras e cada uma vai receber R$ 804,79.

O prêmio acumulado para o próximo concurso está estimado em R$ 5 milhões. O sorteio será na terça-feira (18).

As apostas podem ser feitas até as 19h (horário de Brasília) do dia do sorteio em qualquer uma das mais de 13 mil casas lotéricas do país. A aposta mínima na Mega-Sena custa R$ 3,50. Também é possível jogar pelo computador, tablet ou smartphone. Para isso é preciso ter mais de 18 anos e preencher o cadastro no Portal Loterias Online da Caixa.

TSE divulga arrecadação dos candidatos à Presidência da República

O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) divulgou hoje (15) nova parcial da prestação de contas dos candidatos à Presidência da República.

Entre os candidatos, o com maior arrecadação, até o momento, foi Geraldo Alckmin (PSDB). O tucano levantou R$ 46,4 milhões. Do montante, R$ 46,26 milhões (97,8%) foram oriundos do Fundo Eleitoral. O financiamento coletivo do candidato representou 0,08% das verbas arrecadadas.

A segunda maior arrecadação foi a do candidato Henrique Meirelles (MDB), que declarou R$ 45 milhões em receitas até o momento. Todo o recurso veio de fontes próprias, ou seja, do próprio candidato.

A terceira maior declaração foi a do PT, cuja candidatura de Luiz Inácio Lula da Silva foi substituída por Fernando Haddad. Foram movimentados R$ 20,6 milhões em receitas. A quase totalidade, R$ 20 milhões (97,1%), veio do Fundo Eleitoral. Por meio de financiamento coletivo foram arrecadados R$ 598 mil.

Ciro Gomes (PDT) vem na quarta posição, com R$ 16,1 milhões recebidos, todo do Fundo Eleitoral.

Marina Silva arrecadou R$ 7,2 milhões. Da soma de verbas, R$ 6,1 milhões vieram de doações do Fundo Eleitoral; R$ 260 mil foram de financiamento coletivo e o restante de 21 doadores.

Álvaro Dias (Podemos) declarou ter recebido R$ 5,2 milhões. Deste total, R$ 3,2 milhões (62,5%) foram oriundos do Fundo Eleitoral e 37,9% de doações diversas. A iniciativa de financiamento coletivo do candidato representou apenas 0,63% do total.

Guilherme Boulos (PSOL) recebeu até agora R$ 5,99 milhões, sendo R$ 5,97 milhões provenientes do Fundo Eleitoral. O restante foi arrecadado por meio de financiamento coletivo.

João Amoêdo (Novo) recebeu até o momento R$, 2,6 milhões. Deste total, R$ 1,2 milhão foi recebido do Fundo Eleitoral; R$ 308 mil de financiamento coletivo e o restante de doadores.

José Maria Eymael (PSDC) levantou R$ 849 mil do Fundo Eleitoral.

Jair Bolsonaro (PSL) arrecadou R$ 688,7 mil. Desse total, quase a metade foi proveniente do Fundo Eleitoral (R$ 334,75 mil). Outra parcela de R$ 332,8 mil foi obtida por meio de financiamento coletivo.

Vera Lúcia (PSTU) declarou receitas no valor de R$ 401 mil, praticamente toda oriunda do Fundo Eleitoral. A candidatura levantou apenas R$ 1,8 mil por meio de financiamento coletivo. João Goulart Filho (PPL) levantou R$ 231,8 mil, sendo R$ 230 mil do Fundo Eleitoral e o restante R$ 1,8 mil de financiamento coletivo.

As informações podem ser obtidas por meio do sistema do Tribunal “Divulgação de Candidaturas e Contas Eleitorais”.

Câmara SJE entrega mais dois títulos de cidadania egipciense

Sessão solene da Câmara SJE. Foto: Marcello Patriota

A Câmara de Vereadores de São José do Egito realizou na noite desta sexta (14) sessão solene para entrega de títulos de cidadania egipciense. Os agraciados com a honraria, José Tavares da Costa e Leônidas Campos de Brito, têm ligação direta com o município há décadas, pois chegaram para residir na Terra dos Poetas e construíram suas famílias e vida profissional.

O vereador Albérico Tiago (PR) foi o autor do projeto que garantiu o título ao senhor José Tavares, conhecido com Zé Graiada, e o parlamentar José Vicente Souza (PSC) foi o responsável pela matéria que também tornou egipciense Leônidas Campos, conhecido com João de Maria.

O presidente da Câmara, Antônio Andrade (PSB), conduziu os trabalhos da reunião solene na qual todos os parlamentares estiveram presentes. O auditório do plenário ficou lotado.

Prefeito de Paulista, Junior Matuto, do PSB, anuncia apoio à candidatura de Mendonça e diz que será um “soldado” do democrata

O candidato a senador, Mendonça  Filho (DEM),  recebeu nesta sexta-feira (14) mais um apoio de peso à sua candidatura na Região Metropolitana e aumenta o número de prefeitos da base do governador Paulo Câmara na sua campanha. Num encontro prestigiado politicamente e marcado pela emoção e pelo entusiasmo, o prefeito de Paulista, Júnior Matuto, do PSB,  declarou que vai entrar nesta eleição “como um soldado, que vai formar um exército para colocar Mendonça Filho no Senado Federal”. O encontro no Hotel Amoaras, em Maria Farinha, reuniu num almoço todo o secretariado e vereadores. Mendonça recebeu, também, o apoio do deputado estadual Francismar Pontes, que tem força eleitoral no Recife.

Num discurso emocionado, Mendonça Filho lembrou das 14, 15 horas diárias de trabalho e da luta que vem travando, sendo injustiçado e vítima de uma campanha mentirosa por parte de adversários.  “Júnior, você sempre foi um cara muito correto comigo. Tenho gratidão a este apoio. Uma coisa é ter apoio, outra é vestir a camisa e fazer com que as pessoas que acreditam em você possam vestir a minha camisa.  Nunca vou esquecer seu gesto”, afirmou.

Mendonça destacou algumas das ações feitas em prol da população de Paulista. “Quando governador, conclui a PE 22, lutei por obras estruturadoras para a PE 15 para integrar a Zona Norte com a Região Metropolitana. Coordenei a implantação das escolas de tempo integral e quis o destino que, quando ministro da Educação,  tirasse do papel o sonho antigo de Paulista de ter um  campus do Instituto Federal de Pernambuco. O campus está em construção e irá atender milhares de jovens da região”, disse.

Júnior Matuto agradeceu o apoio e o trabalho de Mendonça Filho no Ministério da Educação para ajudar Paulista,  liberando diversas obras para a cidade e aumentando o valor da merenda escolar. “O que você fez, abrindo a porta do Ministério para todos os prefeitos, é um gesto que precisa ser recompensado por Pernambuco. Você tem serviço prestado como governador, como deputado, como ministro e terá como Senador”, destacou o prefeito.

Júnior avisou que vai entrar de peito aberto na eleição, pedindo votos para colocar Mendonça no Senado. “Pode colocar na manchete do jornal: Júnior Matuto se apresenta como soldado na sua luta. Vou levar meu exército para todos os cantos de Paulista para que você seja eleito no dia 7”. E acrescentou. “Tive amigo que se tornou governador. Tive governador que virou meu amigo. E agora, tenho um amigo que vai se tornar Senador de Pernambuco. Não vamos eleger pessoas que querem fazer da eleição um guarda-chuva para desocupado. Mendonça, vou pra cima deles para eleger você”, garantiu.

Mendonça Filho conta com apoio de mais de 70 prefeitos da base do governador Paulo Câmara da Frente Popular. Na Região Metropolitana tem apoio dos prefeitos de Jaboatão dos Guararapes, Olinda, Paulista, Abreu e Lima, Goiana, Igarassu, Itamaracá, Itapissuma, São Lourenço, Ipojuca e Moreno.

Brasil pode fechar acordo com EUA sobre Centro de Alcântara

Centro de Lançamento de Alcântara. Foto: Sargento Johnson Barros/FAB

O Brasil espera fechar um acordo com os Estados Unidos para a utilização comercial do Centro de Lançamento de Alcântara (CLA), no Maranhão, até o início de 2019.

“É um pais [EUA] que domina plenamente a área de espaço e queremos começar com boas parcerias. Nossa expectativa é que [o acordo] ele esteja pronto no início do ano que vem”, afirmou hoje (14) o major-brigadeiro Luiz Fernando de Aguiar, presidente da Comissão de Coordenação de Implantação de Sistemas Espaciais.

Após o fracasso da primeira tentativa em 2000 – que teve pontos questionados e não foi aprovado – o Ministério da Defesa brasileiro iniciou uma nova negociação no fim do ano passado.

O compromisso previa área exclusiva para os americanos dentro do centro de lançamento  e a possibilidade de transitarem com material pela área sem passar por inspeção do Exército brasileiro.

Esses pontos foram eliminados do novo projeto, segundo o militar.

“Esse acerto de 2000 era muito desigual para o Brasil, com propostas impossíveis de serem atendidas. Fizemos um apanhado das críticas das comissões dentro do Congresso e ele foi modificado para se tornar mais palatável e ser aprovado pelos parlamentares. Os EUA flexibiizaram e [o documento] avançou significamente”, disse.

Transferência de tecnologia

A exigência dos EUA em relação ao novo compromisso é que não haja transferência de tecnologia.

Pelo que ficou preliminarmente acertado, os países estabelecem compromisso mútuo de proteger as tecnologias e patentes contra uso ou copia não autorizadas.

“A preocupação deles é que a tecnologia aqui embarcada não vaze. Essa condição é o acordo de Salvaguarda”, afirmou Aguiar

Segundo o militar, assim que a nova proposta seja aprovada pelos Estados Unidos, será submetida pela Casa Civil ao Congresso Nacional por meio de um projeto de Lei.

Aguiar acredita que isso acontecerá independente do resultado das eleições de outubro e afirma que está dialogando com candidatos sobre a questão.

“Não existe presidente que venha a governar esse pais que não coloque na pauta de prioridades o espaço. Precisamos de comunicação para toda a nossa vida. É uma pauta positiva para qualquer presidente”, finalizou.

Pernambuco cai duas posições no Ranking de Competitividade

As condições de segurança e do mercado interno levaram Pernambuco a cair duas posições no Ranking de Competitividade dos Estados, aferido anualmente pelo Centro de Liderança Pública (CLP), em parceria com a Tendências Consultoria Integrada e a The Economist Intelligence Unit. Apesar dos índices, Pernambuco se destacou pelo Programa de Fortalecimento da Gestão Escolar do Governo do Estado e foi premiado na categoria Destaque Boas Prática.

Pernambuco ficou, pelo segundo ano consecutivo, em último lugar no pilar de Segurança Pública; já em Potencial de Mercado, figura na penúltima colocação de um total de 27, resultados que impactaram na sua classificação geral (20ª) entre os demais estados.

Caiu de posição, também, em “Educação” (de 15º para 18º), “Sustentabilidade ambiental” (8º para 12º) e “Eficiência da máquina pública” (10º para 12º). Em contrapartida, cresceu em três pilares: “Capital humano” (19º para 16º), “Sustentabilidade social” (19º para 17º) e “Inovação” (11º para 10º).

Criado em 2011, o ranking reúne 68 indicadores para medir o índice de competitividade dos 27 estados, com o intuito de auxiliar as gestões públicas a avaliarem e elencarem as prioridades de governo.

Em cerimônia nessa sexta-feira (14), na sede da B3, em São Paulo, o Governo do Estado recebeu homenagem pelo Programa de Fortalecimento da Gestão Escolar – iniciativa que, além de melhorar a eficiência administrativa no âmbito escolar, gerou economia de R$ 4 milhões por mês na folha de pagamento de Pernambuco.

 

FolhaPE

IDH do Brasil tem leve variação e país mantém 79ª posição no ranking

O Índice de Desenvolvimento Humano (IDH) do Brasil subiu 0,001 ponto em 2017 na comparação com 2016 chegando a 0,759 numa escala que varia de 0 a 1 – quanto mais próximo de 1, maior o desenvolvimento humano. De acordo com o Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (Pnud), um incremento de 0,14% na renda média per capita do brasileiro garantiu que o país continuasse avançando, mesmo timidamente, no desenvolvimento humano em 2017, apesar de as desigualdades no acesso da população à saúde, educação e perspectivas econômicas ainda persistirem.

O novo índice manteve o Brasil na 79ª posição no ranking que inclui 189 países. Na América Latina, o país ocupa o 5º lugar, perdendo para Chile, Argentina, Uruguai e Venezuela. O IDH brasileiro está acima da média regional da América Latina e Caribe, de 0,758.

IDH com ajustes

Quando o órgão inclui na conta um ajuste com relação a desigualdades de renda, saúde e educação, o IDH brasileiro despenca para 0,578.

O Brasil tem o 9º pior coeficiente de Gini – que mede exclusivamente a renda – na comparação mundial. Entre os países da América do Sul, o Brasil é o terceiro mais afetado por esse ajuste da desigualdade, ficando atrás do Paraguai e da Bolívia.

Na relação com dados colhidos desde 1990, o país registrou um crescimento de 0,81% da taxa anual do IDH, com acréscimo de mais de 10 anos na expectativa de vida, que passou a ser de 75,7 anos, e de 3,2 anos na expectativa de tempo de escolaridade de crianças a partir do ingresso nas escolas em idade regular. A média de estudos de adultos com 25 anos ou mais passou de 3,8% para 7,8% e a renda dos brasileiros neste mesmo período cresceu 28,6%.

Mundo

Noruega (0,953), Suíça (0,944), Austrália (0,939), Irlanda (0,938) e Alemanha (0,936) lideram o ranking com os melhores resultados. Os cinco últimos países no ranking são: Burundi (0,417), Chade (0,404), Sudão do Sul (0,388), República Centro-Africana (0,367) e Níger (0,354).

A Irlanda registrou um dos maiores crescimentos ao subir 13 posições de 2012 para 2017. Violência, conflitos armados e crises internas fizeram com que países como Síria, Líbia, Iêmen e Venezuela registrassem as maiores quedas do índice, respectivamente, 27, 26, 20 e 16 posições.

Considerando a realidade de 1990, o IDH global aumentou 21,7% e o número de países classificados como de “muito alto desenvolvimento humano” aumentou de 12 para 59 e os de “baixo desenvolvimento humano” caiu de 62 para 38 neste período.

A expectativa de vida das pessoas, ao nascer, passou de 65,4 anos em 1990 para 72,2 anos em 2017 e mais de 130 países conseguiram universalizar as matrículas de crianças no ensino primário. Entretanto, assim como no Brasil, os avanços são ameaçados pelas desigualdades entre países ou até internamente. Mundialmente, a diferença na distribuição de renda chega a 22,6%, enquanto as desigualdades nos ganhos em educação são de 22% e em saúde, 15,2%.

O aumento da expectativa de vida para toda a população também não pode ser confundida, segundo o Pnud, com qualidade de vida. Em média, as pessoas em todo o mundo têm 87% da sua vida com saúde relativamente boa, segundo a estatística, mas, “muitas enfrentarão desafios de saúde nos últimos anos de vida”, destacou o programa apontando a realidade dos países de baixo IDH.

Sebastião Oliveira une diversos palanques em Nazaré da Mata

Nos últimos quatro anos, o deputado federal Sebastião Oliveira conseguiu ampliar sua base eleitoral, conquistando espaços importantes em todas as regiões do estado. Na noite de quinta-feira (13), Sebá mostrou que o seu trabalho vem sendo reconhecido. Um exemplo disso é que ele uniu três grupos políticos do município de Nazaré da Mata em prol do seu projeto de reeleição e de Rogério Leão, que concorre ao segundo mandato de deputado estadual.

Como tem feito em todas as cidades por onde tem passado, Sebastião Oliveira prestou contas das suas ações ao longo dos 16 anos de vida pública. Desta vez, ele destacou a obra da duplicação da BR-408, realizada na sua primeira passagem no comando da Secretaria de Transportes, ainda na gestão do saudoso governador Eduardo Campos. “Foi um investimento de meio bilhão de reais que alavancou muito o desenvolvimento da Mata Norte. Tenho orgulho de ter feito parte desta obra estruturadora que mudou a cara de toda uma região”, ressaltou o presidente estadual do PR.

Sebastião também destacou a competência do governador Paulo Câmara, que colocou mais uma vez a educação de Pernambuco em evidência na mídia nacional. Os excelentes resultados nesta área ganharam destaque no programa Bom Dia Brasil, da Rede Globo, nesta semana. “Temos a melhor educação pública do país e outros estados estão tomando como exemplo o que tem sido feito aqui”, frisou Oliveira, que também fez questão de enaltecer os avanços na segurança pública. “Pernambuco conseguiu diminuir em agosto em 30% o número de homicídios, esse é o nono mês consecutivo em queda. Só com muito trabalho e investimento conseguimos chegar a esses resultados”, comemorou Sebastião Oliveira.

Bolsonaro segue na UTI sem previsão de alta, diz boletim

Jair Bolsonaro no hospital. Foto: Redes Sociais/Flávio Bolsonaro

O candidato à Presidência da República pelo PSL Jair Bolsonaro está recebendo analgésicos para controlar a dor, após cirurgia realizada ontem à noite para tratar uma aderência que obstruiu o intestino delgado. Ele continua internado na Unidade de Terapia Intensiva sem previsão de alta, segundo o mais recente boletim médico divulgado nesta quinta-feira (13) pelo Hospital Albert Einstein, onde está internado desde o último sábado (7).

Ele não apresentou sangramentos nem outras complicações decorrentes da cirurgia e está em jejum oral, com alimentação exclusivamente endovenosa.

Apesar do procedimento, a avaliação médica é de que Bolsonaro tem evolução clínica estável, permanece sem febre, sem sinais de infecção e com função renal normal.

Por ordem médica, as visitas estão restritas a pessoas autorizadas pela família.

Histórico

No último dia 6, o candidato a presidente levou uma facada na região abdominal durante atividade de campanha nas ruas de Juiz de Fora (MG). Ele foi atendido pela Santa Casa da cidade onde passou por cirurgia.

Na sexta-feira (7), o candidato foi transferido para o Hospital Albert Einstein, em São Paulo, a pedido da família.