Nesta sexta (17) aconteceu a estreia do programa “O Povo Quer Saber”, produzido e apresentado por Alberto Loló. O primeiro entrevistado foi o ex-prefeito Dr. Romério Guimarães. Foto: Marcello Patriota

Nesta sexta (17) estreou na Gazeta FM, em São José do Egito, o programa “O Povo Quer Saber”, produzido e apresentado pelo vereador Alberto de Zé Loló (PT). A proposta é dar voz à população sempre contando com a presença de personalidades do campo político e social para debater pautas que atingem diretamente o município.

Nesta primeira edição, que teve duração de uma hora, o programa entrevistou o ex-prefeito egipciense Dr. Romério Guimarães (PT) e contou com a participação do jornalista político Inaldo Sampaio. Os vereadores Albérico Tiago (PR) e Aldo da Clipsi (PT), a advogada Herica Brito e a popular Estefânia Augusta prestigiaram no estúdio.

A entrevista com Guimarães foi iniciada na primeira parte do programa e continuou na outra metade. Entre a conversa com o ex-prefeito, Inaldo Sampaio apresentou um panorama dos últimos episódios políticos que arrolam no Brasil. O jornalista focou na crise política que o governo Jair Bolsonaro vem enfrentando neste início de gestão.

Durante a conversa com o ex-prefeito Romério os principais pontos abordados foram referentes à saúde e educação. Guimarães também abordou atrasos em pagamentos de vencimentos de professores, aposentados e pensionistas.

 

Saúde

Dr. Romério, que é médico concursado do Estado, antes lotado no Hospital Maria Rafael de Siqueira, comentou sobre “ser retirado” da unidade e transferido para o Regional Emília Câmara, em Afogados da Ingazeira: “Fui o primeiro médico a ser transferido de sua cidade por perseguição política; pensavam que eu iam me dobrar a eles pedindo para voltar, mas estou no Regional e lá eu atendo o povo de vários municípios e de São José do Egito, da mesma maneira”. E completou: “Trabalham como coronéis, de forma ultrapassada, como nos tempos que transferiam as pessoas por perseguição política”.

Durante sua primeira fala, questionou a construção de uma UPA em São José: “Cadê a UPA prefeito? Já se passagem dois anos e cinco meses e o senhor não a entregou”. E perguntou: “Quando é que vamos inaugurar essa UPA dentro de um hospital?”

Ainda sobre saúde, Dr. Romério foi enfático: “O povo de São José não aguenta mais essa gestão de engodo; de hipocrisia”.

 

Educação

Indagado sobre o tema, o ex-gestor reiniciou suas palavras dizendo que “educação é o instrumento mais importante de transformação da sociedade”.

Relatou prêmios que sua gestão conquistou e relembrou o de “Melhor Administração Escolar de Pernambuco” e que conseguiu colocar o município entre os 10 melhores do Estado nos dois níveis do ensino fundamental.

Guimarães disse que já no início de sua gestão, em 2013, honrou dívida do governo anterior junto aos professores, e que os convênios com a Universidade Aberta do Brasil (UAB) e o Instituto Federal Sertão (Petrolina) foram firmados durante seu governo.

De acordo com Dr. Romério, no começo de seu mandato foi instituído o piso salarial dos professores, e que os repassem também aconteceram aos inativos. E disse: “Reformamos ou ampliamos as 20 escolas municipais e investimos na merenda escolar”.

O ex-gestor fez algumas cobranças ao atual prefeito: “As crianças ainda estão andando com as fardas da minha gestão; quando o senhor vai entregar as novas?”, e também indagou: “Por que o prefeito atrasa tanto os vencimentos dos aposentados e pensionistas?”

Romério foi duro nas críticas: “O senhor prefeito está querendo enganar os aposentados da educação fazendo uma maquiagem errada. Foi Estelionato eleitoral o que o senhor fez com o povo de São José do Egito”.

Durante a entrevista Romério Guimarães de forma enfática comentou: “O grande presente que marcou minha vida foi ser gestor da Capital da Poesia”.

E concluiu: “Se um dia eu voltar a ser gestor dessa cidade, o meu desejo é que São José do Egito se transforme em um polo educacional”.

SJE: Alberto de Zé Loló estreia programa de rádio e Dr. Romério foi o primeiro entrevistado
Classificado como:            

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *