Técnicos da Agência Estadual de Planejamento e Pesquisas de Pernambuco (Condepe/Fidem) estiveram reunidos, nesta terça (3), na sede da entidade, com representantes do Departamento Nacional de Infraestrutura de Transporte (DNIT) e da Secretaria Estadual de Turismo. O objetivo do encontro foi o de mostrar ao órgão federal os projetos e ações desenvolvidas pelo Governo do Estado, referentes às áreas do entorno dos municípios situados ao longo da BR-232.

As informações vão subsidiar o estudo de viabilidade técnica, econômica e ambiental, que visa planejar a melhoria do fluxo de tráfego na rodovia. Neste sentido, o DNIT vem visitando diversos órgãos municipais e estaduais, além de empresas da iniciativa privada, para conhecer a economia e os aspectos sociais que impactam em cada um destes municípios. Estiveram presentes à reunião: a diretora de Planejamento Territorial e Metropolitano da Agência, Sheilla Pincovsky, as técnicas Graça Tavares, Cláudia Barreto e Cláudia Melo, a representante do DNIT, Lucila La Porta, e o representante da Seturel, Jorge Menezes.

A equipe da Agência apresentou diversos volumes de estudos e pesquisas de planejamento territorial para as áreas localizadas ao longo da rodovia federal. De acordo com a diretora Sheilla Pincovsky, os estudos elaborados pela Agência focaram no fortalecimento dos arranjos produtivos locais (clusters) como uma política de descentralização das ações governamentais e interiorização do desenvolvimento.

Já Lucila La Porta disse que o estudo de viabilidade técnica, econômica e ambiental tem a preocupação de promover o desenvolvimento econômico das regiões de forma que atenda às necessidades de cada município. “Ele vai dimensionar a rodovia para os próximos 20 anos, prevendo o crescimento do tráfego. Por isso, necessitamos destas parcerias que tenham estas informações, para viabilizar os projetos”, afirmou a técnica.

Como exemplo, Lucila citou o estudo feito para desviar a estrada do Centro da cidade de Serra Talhada (no Sertão), evitando acidentes e tornando-a mais trafegável. Além da BR-232, outras 59 rodovias federais estão no foco deste levantamento do DNIT.

Estudos da Condepe/Fidem subsidiam levantamento do DNIT para a BR-232
Classificado como:    

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *