Preocupados com a proposta do Governo Federal de vender a estatal e com os impactos da iniciativa para a segurança hídrica do Nordeste, governadores da região marcaram, mais uma vez, posicionamento contrário à privatização. Foto: Alepe

A possibilidade de privatização da Centrais Elétricas Brasileiras S.A. (Eletrobras) motivou debates durante encontro do Fórum de Governadores do Nordeste, nesta sexta (18), coordenado pelo gestor pernambucano, Paulo Câmara. Realizado no Palácio do Campo das Princesas – sede da administração estadual -, o evento contou com as presenças do presidente da Alepe, deputado Guilherme Uchoa (PSC), do líder do Governo na Casa, Isaltino Nascimento (PSB), e do coordenador-geral da Frente Parlamentar em Defesa da Companhia Hidro Elétrica do São Francisco (Chesf), deputado Lucas Ramos (PSB).

Preocupados com a proposta do Governo Federal de vender a estatal e com os impactos da iniciativa para a segurança hídrica do Nordeste, os governadores da região, mais uma vez, marcaram posicionamento contrário à privatização. Segundo o colegiado de gestores, se for concretizada a venda da Eletrobras, a Chesf, que é subsidiária da Centrais Elétricas Brasileiras e gera energia a partir do rio de mesmo nome, também será atingida.

“Não entendemos como se vende um curso d’água. Isso porque, se a Chesf produz energia por meio do São Francisco, não estarão vendendo somente a companhia, mas o rio também. Gostaríamos de saber como o Governo Federal vai equacionar isso”, argumentou o presidente da Alepe, durante o encontro. Uchoa ainda elogiou os esforços dos chefes de Executivos estaduais para evitar a privatização e também do deputado federal Danilo Cabral (PSB-PE) e de Lucas Ramos, que coordenam colegiados sobre o tema na Câmara Federal e na Alepe, respectivamente.

“Gostaríamos de saber como o Governo Federal vai equacionar isso.” Foto: Alepe

Participaram do debate os governadores da Paraíba, Ricardo Coutinho; do Piauí, Wellington Dias; do Ceará, Camilo Santana; da Bahia, Rui Costa; e do Rio Grande do Norte, Robinson Faria. Também o gestor de Minas Gerais, Fernando Pimentel, esteve presente e passou a integrar o grupo, em razão de semelhanças geográficas de parte do Estado mineiro com áreas do Nordeste. Além deles, ainda compareceram os deputados federais Tadeu Alencar (PSB-PE) e Luciana Santos (PCdoB-PE), e o senador Humberto Costa (PT-PE).

Na ocasião, o grupo também discutiu outros assuntos, como segurança pública, benefícios da Transposição do São Francisco e a importância de mais diálogo entre os Estados e a União para superar desigualdades sociais. Os tópicos e propostas apresentadas na ocasião serão elencados na Carta do Recife, assinada por todos os presentes ao encontro. A intenção é de que o documento seja entregue, na sequência, ao Governo Federal.

Encontro de governadores contra privatização da Eletrobras acontece em Recife
Classificado como:        

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *