No encontro, marcado para as 15h no Plenário Eduardo Campos, haverá a leitura da Mensagem do Governador feita por representante da gestão estadual. Foto: Rinaldo Marques/Arquivo Alepe

Casa Joaquim Nabuco retoma as atividades legislativas nesta quinta (1º), às 15h, com a instalação da quarta Sessão Ordinária da 18ª Legislatura. Conforme estabelecido pela Constituição do Estado, está prevista para a Reunião Plenária a leitura de mensagem pelo governador, ou por um de seus representantes, sobre as ações desenvolvidas em 2017 e as prioridades para 2018. Também haverá pronunciamentos do presidente da Assembleia Legislativa, deputado Guilherme Uchoa (PDT), e dos líderes da Oposição e do Governo, Sílvio Costa Filho (PRB) e Isaltino Nascimento (PSB), respectivamente.

Nos três primeiros anos da atual legislatura, entre 2015 e 2017, a Alepe aprovou 1.155 proposições, sendo 833 projetos de lei ordinária, 87 de lei complementar, 233 projetos de resolução e duas propostas de emenda à Constituição (ver tabela abaixo). Para Guilherme Uchoa, “esse foi um dos períodos mais marcantes para a Casa, pela intensa atividade legislativa e por ter compreendido a inauguração das novas instalações da Assembleia”.

“Os anexos e o Plenário Eduardo Campos, um dos mais modernos do Brasil, correspondem à grandeza e à importância que tem este Poder Legislativo”, enfatizou o presidente, que comentou ainda as expectativas para 2018. “Este promete ser um ano muito melhor para todos os pernambucanos e pernambucanas. A nossa economia tem crescido, e a geração de empregos em nosso Estado também.”

Isaltino Nascimento disse acreditar que “o primeiro semestre será bem produtivo”. “Esperamos que a gente saiba ter uma convivência tranquila e respeitosa, apesar dos posicionamentos diferentes que há na Casa, e que nós possamos manter uma relação harmônica e tranquila. Devemos ter sempre sobriedade na disputa das ideias para dar continuidade ao trabalho no Legislativo”, defendeu.

Sílvio Costa Filho acredita que a bancada deve “encerrar 2018 maior do que está começando”. “No ano passado, realizamos o programa de escuta e de diálogo (com a sociedade) Pernambuco de Verdade, em nove microrregiões do Estado. Infelizmente, o que constatamos é que nesses últimos três anos os problemas só fizeram se acentuar. Agora, vamos retomar esse debate com a população da Região Metropolitana do Recife e, ao final, teremos o maior retrato da realidade de Pernambuco já realizado pela Oposição”, destacou.

Assembleia retoma atividades legislativas nesta quinta (1º)
Classificado como:        

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *