Os soldados passarão a integrar a corporação já no primeiro semestre de 2018

O governador Paulo Câmara comandou, em solenidade realizada na manhã desta segunda-feira (13), no Centro de Convenções, em Olinda, a aula inaugural do Curso de Formação e Habilitação de Praças Bombeiro Militar (CFHP BM) para 300 novos homens e mulheres, aprovados em concurso realizado em maio deste ano. Após conclusão dessa que é a última etapa de preparação, os novos soldados serão empregados nas diversas áreas de atuação da corporação. Na oportunidade, Paulo fez questão de destacar a importância da ação dos futuros servidores no atendimento de ocorrências e no salvamento de vidas. “Tenho certeza que esses novos alunos vão se integrar a uma corporação séria, que vai nos ajudar muito a ser um Estado mais igual, justo, e, acima de tudo, um Estado onde os Bombeiros Militares vão estar sempre prontos para atender à população sempre que chamados, preservando a vida, o próximo, e, principalmente, a cidadania e a qualidade de vida das pessoas”, ressaltou.

A nobreza da função e a qualidade do Curso de Formação também foram frisadas pelo governador Paulo Câmara. “Essa formação vai mostrar valores importantes, que vão marcar as vidas dos alunos. Valores que, acima de tudo, vão representar o que é tão importante, que é servir ao público. Nunca, em nenhum momento, podemos desviar desse foco, dessa trajetória e desse caminho, de servir e se dedicar. Pernambuco é um povo muito grato, um povo que reconhece trabalho, as pessoas e as corporações”, concluiu.

Com previsão de término para maio de 2018, o curso terá 1.184 horas/aula e duração de seis meses. As aulas ocorrerão, em sua maioria, na Academia de Bombeiros Militar dos Guararapes (ABMG), no bairro do Curado. Entretanto, os novos alunos também terão treinamento em locais de piscina, mar, edificações elevadas, entre outros cenários que se assemelham às diversas áreas de atuações que os Bombeiros Militares enfrentam no dia a dia. Dentre aulas teóricas e de práticas operacionais, o curso contemplará 50 disciplinas.

Durante as aulas, os soldados aprenderão noções de formação militar; gestão de segurança pública; violência, crime e controle social; direitos humanos; conhecimentos jurídicos; gestão de conflitos; valorização profissional; comunicação e tecnologia da informação; cultura e cidadania; salvamento aquático, terrestre e em alturas; atendimento pré-hospitalar; combate a incêndio; vistoria técnica; entre outros. Durante os seis meses do curso, os alunos receberão uma bolsa mensal no valor de R$ 996,00.

O comandante geral do CBMPE, Coronel Manoel Cunha, falou dos desafios que os alunos enfrentarão no curso e da responsabilidade que a profissão exige. “Hoje, recebemos aqui 300 jovens para a última e mais difícil etapa da seleção, que é a formação profissional. Será um período de provações, sacrifícios físicos e psicológicos, testando os limites máximos de cada um em busca da perfeição no desempenho dos procedimentos e protocolos técnicos inerentes às atividades da corporação. No início dessa caminhada, o maior e melhor sentimento que cultivaremos em nossa formação como bombeiro militar é o lema do nosso hino: ‘Vida alheia e riquezas salvar’. Pernambuco há de ser grande, e cabe a cada um de vocês uma parcela dessa responsabilidade a partir de agora”, exaltou.

 

Histórico – Esta é a primeira turma que será formada na gestão Paulo Câmara. No entanto, desde 2007, ainda na gestão de Eduardo Campos, o Governo do Estado dá indícios do seu alinhamento com as políticas de segurança pública do Estado. Em relação ao Corpo de Bombeiros Militar de Pernambuco, em dez anos, são mais de 1.550 soldados formados pelo do Curso de Formação e Habilitação de Praças Bombeiro Militar.

Governo de Pernambuco inicia formação de 300 novos homens e mulheres do Corpo de Bombeiros Militar
Classificado como:    

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *