Em 2017 já foram presas na Paraíba 33 pessoas por desvio de energia elétrica, conhecido popularmente como “gato”. Segunda a Energisa mais de 7,5 mil casas tiveram o serviço regularizado.

O efetivo foi aumentado pela empresa em 40% para tentar combater o desvio – “gatos”. A empresa deu início a um mutirão para combater o crime, com a primeira ação sendo promovida no município de Sousa, Sertão paraibano, a 440 quilômetros de João Pessoa.

As perdas de energia em todo o estado, de acordo com a Energisa, somam 109 Giga Whats hora (GWh), sendo que 13 GWh estão na região de Sousa. A área de Combate a Perdas espera recuperar 1 GWh com esta ação, o que seria suficiente para atender 7,9 mil unidades consumidoras no estado.

A empresa declarou que “o furto de energia causa grandes prejuízos, não só para a distribuidora, que chega a ter um déficit de, aproximadamente, R$ 71 milhões no seu faturamento anual, mas também para o estado da Paraíba, que deixa de arrecadar R$ 19 milhões em ICMS. Esses recursos poderiam ser destinados a áreas como saúde, segurança e educação”.

Paraíba: 33 pessoas presas e mais de 7,5 mil “gatos” desfeitos em 2017
Classificado como:    

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *