Mamanguape (PB). Foto: Reprodução

Está sob investigação do Ministério Público uma empresa que comercializava motocicletas em Mamanguape, município localizado a 48 quilômetros de João Pessoa (PB). O MP suspeita que consumidores estão sendo lesados com a prática de “pirâmide financeira”.

Segundo a promotora de Justiça Juliana Lima mais de 50 pessoas podem ter sido prejudicadas, entretanto a quantidade pode aumentar durante as investigações. O valor movimentado pela empresa pode ultrapassar os R$ 200 mil, de acordo com declarações da promotora.

A empresa investigada executava um contrato de ‘compra e venda’, parcelando bens (geralmente motocicletas) em prestações mensais, como se fosse “consórcio”, contudo não dispunha de registro no Banco Central, nem junto ao Ministério da Fazenda.

Foi instaurado inquérito civil público pela promotoria para apurar os fatos e constatou que a empresa funcionava como modelo de “pirâmide”, o que é proibido por lei, tendo sido requisitada a instauração de inquérito policial pela prática de crime contra a economia popular por parte dos seus representantes.

Empresa na Paraíba é investigada suspeita de lesar clientes pela prática de “pirâmide financeira”
Classificado como:    

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *